Furacão Irma

Quatro voluntários do Luxemburgo nas Caraíbas

AFP

O Luxemburgo enviou quatro voluntários para as Caraíbas, para prestar ajuda às vítimas do furacão Irma, no seguimento de um pedido oficial do Programa Alimentar Mundial (PAM), anunciou hoje o Governo.

Assim, foi enviada para Antigua uma equipa de quatro peritos em telecomunicações, do grupo de intervenção encarregado das missões humanitárias, bem como dois sistemas de comunicação por satélite.

Os voluntários partiram no início da semana, com o objetivo de restabelecer os serviços de comunicação nas zonas afetadas.

O Irma, qualificado pela Organização Mundial de Meteorologia como o furacão mais forte de sempre no Atlântico, está agora classificado como depressão tropical, avançando na direção noroeste.

Cerca de 6,2 milhões de residentes no estado norte-americano da Florida continuam sem eletricidade. Em muitas ilhas das Caraíbas, milhares de pessoas continuam igualmente sem eletricidade e, no caso da ilha franco holandesa de São Martinho, também sem água corrente.

O furacão fez mais de meia centena de mortos nos Estados Unidos e nas Caraíbas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.