Escolha as suas informações

Fundação do casal grão-ducal cria bolsa para ajudar famílias monoparentais
Luxemburgo 09.04.2021 Do nosso arquivo online

Fundação do casal grão-ducal cria bolsa para ajudar famílias monoparentais

Fundação do casal grão-ducal cria bolsa para ajudar famílias monoparentais

Guy Jallay
Luxemburgo 09.04.2021 Do nosso arquivo online

Fundação do casal grão-ducal cria bolsa para ajudar famílias monoparentais

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Esta bolsa pretende ajudar as famílias mais afetadas pela pandemia de covid-19 e aqueles pais que querem continuar a estudar mas não possuem os bens necessários.

A Fundação do Grão-Duque Henri e da Grã-Duquesa Maria Teresa do Luxemburgo anunciou esta sexta-feira a criação de uma bolsa para apoiar as famílias monoparentais que foram fortemente afetadas pela pandemia. 

No Luxemburgo, mais de 40% das pessoas com um ou mais filhos dependentes vivem abaixo da linha da pobreza, segundo os dados do Statec. Perante estes números preocupantes, a Fundação do Grão-Duque e da Grã-Duquesa anunciou uma bolsa para apoio financeiro que se reflete, numa primeira fase, numa "assistência direta à habitação" e pode ser concedida a qualquer pai ou mãe, residente no Grão-Ducado, que pretenda "continuar ou iniciar estudos pós-secundários", isto é, para pais que continuem a estudar. Valor chega aos 300 euros mensais e pode ser pedido "ao longo do ano", refere o comunicado. 

Para além de dinheiro, a fundação grã-ducal pretende dar uma resposta "mais adaptada e mais duradoura", mais concretamente, "apoio social personalizado". Este apoio é adicional aos serviços sociais da Universidade de Luxemburgo, criados durante a pandemia como parte do programa de intervenção covid-19 da ASBL.

A fundação também anunciou uma formação em parceria com a SIS Juventude & Trabalho para ajudar as mães solteiras que não possuem diploma escolar. O objetivo deste projeto é preparar melhor essas jovens para "uma vida independente e decente", facilitando seu acesso ao mercado de trabalho.

De acordo com os últimos dados da Statec, a comunidade portuguesa parece estar na linha da frente das famílias que enfrentam maiores dificuldades financeiras. Em 2018, eram 31,2% estavam em situação de pobreza, seguidos dos 15,9% referentes à comunidade francesa e 11,6% de luxemburgueses.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas