Escolha as suas informações

Fraudes CovidCheck nos mercados de Natal na mira das autoridades
Luxemburgo 24.11.2021
Covid-19

Fraudes CovidCheck nos mercados de Natal na mira das autoridades

Covid-19

Fraudes CovidCheck nos mercados de Natal na mira das autoridades

Foto: Marc Wilwert
Luxemburgo 24.11.2021
Covid-19

Fraudes CovidCheck nos mercados de Natal na mira das autoridades

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O uso de certificados CovidCheck falsos pode levar a multas de entre 251 euros e 3.000 euros e/ou oito dias a três meses de prisão.

O controlo do uso fraudulento ou incorreto do CovidCheck tem sido um cavalo de batalha das autoridades policiais. Só na semana de 15 a 21 de novembro, os agentes efetuaram cerca de 120 fiscalizações relacionados com o sistema. E na mira estão agora também os mercados de Natal, onde vários espaços são sujeitos à apresentação do certificado 3G (vacinado, testado ou recuperado).

No boletim semanal, as autoridades não dão conta, no entanto, do número de infrações detetadas, adiantando apenas que foram observadas em hotéis, restaurantes e cafés. Também num mercado de Natal foram encontradas anomalias.


Hitler, Mickey ou SpongeBob teriam certificado validado pelo CovidCheck
Desde que o certificado de vacinação digital entrou em vigor, os casos de fraude insólitos têm vindo a público. Deputada do CSV deixa o aviso: a aplicação móvel do Luxemburgo não consegue detetar todas as fraudes.

Os casos de fraude foram notificados ao Ministério Público, sendo que as pessoas que cometeram a fraude já tiveram de pagar uma multa. O uso de certificados CovidCheck falsos pode levar a multas de entre 251 euros e 3.000 euros e/ou oito dias a três meses de prisão no Grão-Ducado.


Fotos. O Natal já brilha na capital
Evento conta com várias animações e eventos até ao início de janeiro. Alguns espaços exigem CovidCheck.

As autoridades policiais reiteram ainda que os controlos são para continuar com grande incidência no setor da Horeca e em grandes eventos como os mercados de Natal, sobretudo ao fim de semana.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas