Escolha as suas informações

Quem ainda se lembra das cheias de 1993?
Luxemburgo 10 18.07.2021
Flashback

Quem ainda se lembra das cheias de 1993?

Mersch
Flashback

Quem ainda se lembra das cheias de 1993?

Mersch
Foto: Sibenaler/Photothèque de la ville de Luxembourg/1993
Luxemburgo 10 18.07.2021
Flashback

Quem ainda se lembra das cheias de 1993?

As imagens das inundações da passada semana vão marcar a memória dos residentes no Luxemburgo mas esta não é a primeira vez que o país passa por uma provação semelhante. Há quase três décadas, o Grão-Ducado inundava duas vezes no mesmo ano.

(com Teddy JANS) Felizmente, inundações como as que vimos na semana passada não aconteceram todos os anos, até agora. Na verdade, as últimas chuvas torrenciais com uma dimensão comparável datam de 1993, quando o país foi atingido duas vezes por aumentos impressionantes do nível da água. A primeira vez, foi em meados de janeiro e a segunda pouco antes do Natal. 

Em janeiro, chuvas intensas caíram durante dois dias, chegando a atingir os 60 litros/m2 em apenas 36 horas. O início da primeira inundação de 1993 foi semelhante ao vivido nestes dias de julho. No entanto, por ser inverno, as temperaturas e as rajadas de vento com mais de 110 km/h tornaram o trabalho de salvamento e evacuação muito mais difícil.

Depois de janeiro, falava-se da "inundação do século", mas apenas onze meses depois, o Luxemburgo iria passar por outra - e maior - provação. 

Três dias antes do Natal, os níveis da água em todo o país voltariam a subir após duas semanas de chuva. Ettelbruck, Diekirch e Echternach foram, uma vez mais, os municípios mais afetados. Os danos foram consideráveis. Em Ettelbruck, em particular, a clínica de Saint-Louis teve de ser evacuada. 

No entanto, estes dias de julho de 2021 ficarão marcados na memória de todos, não só pelo fato inesperado a meio do verão, como pela dimensão dos estragos, arrasando os países da Europa Central. A título de comparação: em Rosport, o Sûre atingiu os 7,8 e 7,97 metros, em janeiro e dezembro de 1993, respetivamente. Na última quinta-feira, o nível da água chegou aos 9,66 metros. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.