Escolha as suas informações

Festival automóvel arranca hoje. Olhos postos nos impostos
Luxemburgo 2 min. 25.01.2020

Festival automóvel arranca hoje. Olhos postos nos impostos

Festival automóvel arranca hoje. Olhos postos nos impostos

Foto: AFP
Luxemburgo 2 min. 25.01.2020

Festival automóvel arranca hoje. Olhos postos nos impostos

O Ministério da Proteção do Consumidor deixa alguns conselhos para evitar surpresas desagradáveis.

O festival automóvel arranca este sábado, onde são esperadas mais de 30 mil pessoas à procura de um bom negócio. Mas antes de acelerarem para a compra de um carro novo, há alguns pontos a que os compradores devem estar atentos. O alerta é deixado pelo Ministério da Proteção do Consumidor: o imposto que decorre da nova norma europeia deverá estar no topo das preocupações dos interessados. Olhos postos no World Harmonised Light Vehicle Test Procedure (WLTP), que entrará em vigor a partir de março.

A nova forma de calcular o imposto sobre veículos pode aumentar o imposto pago pelo comprador, com base nas emissões de dióxido de carbono (CO2) e no consumo. Assim, além de preferirem os automóveis com emissões moderadas ou baixas, os consumidores “são aconselhados a estarem bem informados sobre o consumo de combustível e as emissões do veículo a motor da sua escolha de acordo com a nova norma”, pode ler-se no site do Ministério.

É deixado ainda mais uma advertência relativamente aos híbridos plug-in. É que estes veículos, registados a partir de 1 de junho de 2020, serão avaliados exclusivamente em relação à norma WLTP. Como resultado, alguns destes automóveis podem já não se enquadrar na categoria de "baixas emissões" e deixar de ser elegíveis para o prémio de compra de 2.500 euros para veículos com emissões de CO2 de 50 g/km ou menos.

O Ministério explica que os concessionários devem exibir dois valores relativos às emissões e consumo: o atual e o novo valor baseado na fórmula de cálculo que vai passar a ser aplicada em março. Esta obrigação já está em vigor desde 15 de dezembro e o Ministério para a Proteção do Consumidor assegura que a maioria dos concessionários cumprem o seu dever, embora adiante que “existam alguns erros de exibição”. Durante o Festival Automóvel, o Ministério de Proteção do Consumidor irá realizar mais inspeções para verificar se aquela obrigação está a ser cumprida.

A nova fórmula de cálculo decorre da Comissão Europeia que introduziu a nova norma, a WLTP. Aplicável a todos os veículos colocados na estrada pela primeira vez ou após 1 de março de 2020, esta norma permite uma medição mais precisa do consumo de combustível, das emissões de CO2, das emissões de partículas finas, das emissões de NOx e das emissões de hidrocarbonetos. Para a maioria dos veículos, isso significa que o consumo de combustível e os valores de emissões aumentarão de 20 a 25%. Os impostos automóveis serão ajustados em conformidade, o que em alguns casos pode resultar num aumento até ao dobro do montante atual a ser pago.

P.C.S.


Notícias relacionadas