Escolha as suas informações

Famílias vão poupar até 378 euros por ano em transportes públicos
Luxemburgo 23.08.2019

Famílias vão poupar até 378 euros por ano em transportes públicos

Famílias vão poupar até 378 euros por ano em transportes públicos

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 23.08.2019

Famílias vão poupar até 378 euros por ano em transportes públicos

Nos agregados familiares em que se combina carro e transportes coletivos, a poupança é de 230 euros por ano, indica o Statec.

A partir de um de março de 2020, dia em que os transportes públicos passam a ser gratuitos, as famílias que se deslocam unicamente nestes meios de transporte, no Luxemburgo, vão passar a poupar 378 euros por ano.

Já aquelas que combinam a utilização dos transportes públicos com os automóveis particulares, a poupança no rendimento familiar anual, fica-se pelos 230 euros, indica um estudo hoje divulgado pelo Statec que mede o real impacto desta nova medida governamental.

Mesmo assim, a gratuitidade só influenciará 37% dos orçamentos familiares, dado que mais de 56% dos agregados famíliares do Grão-Ducado deslocam-se unicamente nos seus automóveis, não utilizando os transportes públicos, ou beneficiam já da gratuitidade dos mesmos.

Já 30% dos agregados combinam os dois meios de transporte, particular e público, e apenas 7% se desloca exclusivamente nos transportes públicos da CFL, Luxtram, RGTR e TICE. 

De acordo com os dados do Statec são os agregados familiares da cidade do Luxemburgo, Esch-sur-Alzette, Mersch e Diekirch, que mais apresentam despesas com transportes públicos, nos seus rendimentos. Nestes casos, um em duas familias utilizam os transportes coletivos. 

Já nos cantões de Clervaux, Wiltz, Vianden, Redange, Echternach, Capellen e Remich, menos de um terço apresenta esta despesa.

De salientar que a partir de março de 2020, autocarros, tram, comboios serão gratuitos para residentes e não residentes.


Notícias relacionadas

Mobilidade: População prefere deslocar-se de automóvel
69% dos residentes no Luxemburgo e zonas fronteiriças utilizam viatura própria no quotidiano e 73% elegem o automóvel como meio de transporte preferido, revela o estudo Luxmobil, realizado entre fevereiro e março a 40 mil residentes e 45 mil fronteiriços.
Statec: Passamos 1h27 por dia em deslocações
Os residentes dos 10 aos 74 anos de idade passam, em média, 1h27 por dia em deslocações, seja de carro, transportes públicos ou a pé, segundo um estudo do Instituto Nacional da Estatística.