Escolha as suas informações

Famílias monoparentais querem mais dias de folga em caso de doença das crianças
Luxemburgo 13.01.2020

Famílias monoparentais querem mais dias de folga em caso de doença das crianças

Famílias monoparentais querem mais dias de folga em caso de doença das crianças

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 13.01.2020

Famílias monoparentais querem mais dias de folga em caso de doença das crianças

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O site do Parlamento tem catorze novas petições públicas, prontas a ser assinadas.

 Uma dos documentos reivindica que as famílias monoparentais - que educam os seus filhos sozinhas - tenham direito a mais dias de folga em caso de doença de um filho.

Segundo a peticionária, atualmente, uma pessoa sozinha só tem metade dos dias de folga de um casal em caso da doença dos filhos.

Concretamente, um casal tem direito a 12 dias de folga, a duplicar, para ficar a tomar conta de uma criança doente entre 0 e 4 anos, enquanto que uma família monoparental só tem direito a uma dúzia de dias.

Esta desigualdade coloca as famílias monoparentais numa situação difícil de gerir, acrescenta a peticionária.

Uma outra petição reivindica o dobro do tempo de folga atribuído, quando o nascimento é múltiplo.

A peticionária sublinha que a licença de maternidade e de paternidade devia ser considerada a dobrar em caso de nascimento de gémeos, já que é mais cansativo cuidar de dois bebés, em simultâneo, do que só um.

Se as petições recolherem mais de 4.500 assinaturas até 20 de fevereiro, será realizado um debate no Parlamento, com os seus autores, deputados e ministros responsáveis pelos temas em questão.

Desde a criação deste instrumento (março 2014) já foram realizados 33 debates públicos.


Notícias relacionadas