Escolha as suas informações

Falta encontrar local : Google "será o maior investimento do Luxemburgo", diz Etinenne Schneider
Luxemburgo 2 min. 08.07.2017 Do nosso arquivo online

Falta encontrar local : Google "será o maior investimento do Luxemburgo", diz Etinenne Schneider

O Luxemburgo já perdeu duas corridas para a instalação da Google, mas quer garantir que à terceira ganha

Falta encontrar local : Google "será o maior investimento do Luxemburgo", diz Etinenne Schneider

O Luxemburgo já perdeu duas corridas para a instalação da Google, mas quer garantir que à terceira ganha
Foto: AFP
Luxemburgo 2 min. 08.07.2017 Do nosso arquivo online

Falta encontrar local : Google "será o maior investimento do Luxemburgo", diz Etinenne Schneider

Caso a gigante Google se instale no país, este “será o maior investimento no Luxemburgo, disse Etienne Schneider, ministro da Economia, ontem à noite, sexta-feira, ao Luxembourg Wort, em resposta à crescente especulação sobre a vinda da empresa para o Grão-Ducado. Além do maior investimento, "será o maior consumidor de eletricidade no Luxemburgo, à frente do ArcelorMittal", explicou Schneider.

Caso a gigante Google se instale no país, este “será o maior investimento no Luxemburgo, disse Etienne Schneider, ministro da Economia, ontem à noite, sexta-feira, ao Luxembourg Wort, em resposta à crescente especulação sobre a vinda da empresa para o Grão-Ducado. Além do maior investimento, "será o maior consumidor de eletricidade no Luxemburgo, à frente do ArcelorMittal", explicou Schneider.

A rádio 100.7 anunciou esta semana um investimento de mil milhões de euros, da empresa com sede na Califórnia, num centro de dados de última geração para manter-se à frente da concorrência. Segundo os especialistas, a gigante da internet tem perdido terreno para os concorrentes, especialmente para a Amazon, e pretende construir 12 novos centros em todo o mundo. Foram anunciadas novas instalações nos Estados Unidos e no Japão.

Foto: AFP

O Luxemburgo tem as características ideais para a instalação da empresa no país, devido às políticas económicas e à proximidade virtual com as restantes capitais europeias, um conceito que se chama latência em rede (tempo que leva um pacote de dados a ir de um ponto designado para o outro).

A política energética é outro ponto a favor do Luxemburgo, o país da União Europeia com o preço mais baixo de eletricidade para os clientes industriais. O preço é de 0.09 euros/quilowatt-hora, enquanto a média europeia é de 0.13 euros, de acordo com dados do Eurostat, em 2015.

Alegadamente há um acordo com o governo luxemburguês, mas ainda é preciso encontrar um local de 25 hectares para alojar os servidores da Google. Roost, situado em Bissen, seria o local ideal pela proximidade com o centro da Creos, mas um problema na expropriação dos terrenos fez com que os responsáveis procurassem outro local.

“o projeto é extremamente importante para o Luxemburgo”, assegura Schneider

O ministro assegura que “há alternativas e ganha o primeiro grupo de proprietários que assinar a proposta”. Schneider também assume que as negociações prolongam-se há meses e que “os americanos não compreendem este impasse e deram um prazo de uma semana” para encontrar o espaço.

O ministro socialista defende que “o projeto é extremamente importante para o Luxemburgo” e que será um orgulho assiná-lo no seu mandato. Além disso, vai ter um forte impacto na imagem e competitividade do país.

Xavier Buck, presidente do serviço de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), garante que “faz-se o que for preciso para receber a Google”. De salientar que o Luxemburgo perdeu a corrida em 2007 e 2013.

O futuro centro de dados vai originar a criação de várias centenas de empregos, a Enovos e a Creos vão beneficiar diretamente , além dos “impostos, os chamados spin-offs serem enormes”, conclui Etienne Schneider.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas