Escolha as suas informações

Falsos alertas de bomba têm origem no estrangeiro
Luxemburgo 30.04.2017 Do nosso arquivo online

Falsos alertas de bomba têm origem no estrangeiro

Falsos alertas de bomba têm origem no estrangeiro

Imagem: Schutterstock
Luxemburgo 30.04.2017 Do nosso arquivo online

Falsos alertas de bomba têm origem no estrangeiro

Em entrevista ao canal luxemburguês RTL, Etienne Schneider, ministro da Defesa e da Segurança Interna, admitiu que os falsos alertas de bomba tiveram origem no estrangeiro e não em território luxemburguês.

Em entrevista ao canal luxemburguês RTL, Etienne Schneider, ministro da Defesa e da Segurança Interna, admitiu que os falsos alertas de bomba tiveram origem no estrangeiro e não em território luxemburguês.

Schneider confirmou esta informação em relação às ameaças de bomba no centro comercial Auchan e dos cinemas Utopolis, em Kirchberg,  no centro comercial City Concorde, em Bertrange,  no Globus Baumarkt, em Bettembourg e sala ‘Fixerstuff’, em Bonnevoie.

A investigação fica assim sob uma série de formalidades judiciais e diplomáticas, um vez que não é a nível interno.

O Luxembourg Wort adianta que as chamadas terão origem na Alemanha, no entanto não há confirmação oficial da informação.

Falsos alertas são considerados crime

Com quatro alertas, que originaram a evacuação dos espaços, a Polícia emitiu um comunicado em que informa que os falsos alertas são considerados crimes.

Pena de prisão de oito dias a cinco anos e multa que pode variar entre os 300 e os 3 000 euros são as condenações previstas no código penal para os autores de falsos alertas de bomba e outras falsas ameaças.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Pena de prisão de oito dias a cinco anos e multa que pode variar entre os 300 e os 3 000 euros são as condenações previstas no código penal para os autores de falsos alertas de bomba e outras falsas ameaças.
É o quarto falso alerta de bomba no espaço de um mês no Luxemburgo. Esta manhã, o centro comercial City Concorde, em Bertrange, foi evacuado devido a uma ameaça de bomba. A lei luxemburguesa prevê multas e penas de prisão para quem lançar um falso alerta.
Gegen 9.30 Uhr wurde das Einkaufszentrum von der Polizei hermetisch abgeriegelt.