Escolha as suas informações

Exploração de minérios em asteróides: Governo luxemburguês assina acordo com empresa norte-americana
Parece uma ideia saída da ficção científica, mas a exploração comercial do espaço pode estar a chegar

Exploração de minérios em asteróides: Governo luxemburguês assina acordo com empresa norte-americana

Parece uma ideia saída da ficção científica, mas a exploração comercial do espaço pode estar a chegar
Luxemburgo 06.05.2016

Exploração de minérios em asteróides: Governo luxemburguês assina acordo com empresa norte-americana

O Governo luxemburguês assinou esta quinta-feira um memorando de entendimento com a empresa norte-americana especializada em voos espaciais, Deep Space Industries, para a exploração de minérios em asteróides.

O Governo luxemburguês assinou esta quinta-feira um memorando de entendimento com a empresa norte-americana especializada na exploração em voos espaciais, Deep Space Industries (DSI), e com o banco Société Nationale de Crédit et d'Investissement para a "exploração, uso e comercialização de recursos extraídos em asteróides", refere o Ministério da Economia em comunicado.

O acordo envolve uma cooperação entre o Governo e a Deep Space Industries para desenvolver e lançar a primeira nave, Prospector-X, que vai explorar recursos minerais em asteróides.

"Esta promissora cooperação com a DSI, no âmbito da iniciativa spaceresources.lu, demonstra claramente o forte empenho do Governo luxemburguês em apoiar a exploração e uso futuro dos recursos espaciais. As negociações para formalizar a nossa relação com outras empresas que operam neste domínio estão em andamento. O nosso objectivo é atrair actividades de investigação espacial e capacidades tecnológicas para o Luxemburgo, que alberga um sector espacial cada vez mais importante como parte dos nossos contínuos esforços para diversificar a economia nacional", disse o ministro da Economia, Etienne Schneider.

O primeiro passo para a exploração do espaço foi dado em Fevereiro, quando o Luxemburgo tornou-se no primeiro país a criar um quadro regulamentar e jurídico favorável às empresas que queiram explorar comercialmente o espaço.

Essa iniciativa luxemburguesa teve lugar dois meses depois de Barack Obama ter promulgado o "Space Act", que autoriza a exploração comercial das riquezas encontradas nos asteróides e na Lua. O "Space Act" estabelece que todos os recursos encontrados por um cidadão ou empresa norte-americana no satélite natural da Terra ou em corpos celestes passarão a pertencer a quem os descobriu.

Um dos primeiros objectivos da Deep Space Industries é conseguir encontrar água no interior dos asteróides, que poderá servir como meio de propulsão da nave (em vez de outros combustíveis) e depois passar à exploração de metais preciosos como o outro ou a platina.


Notícias relacionadas

Hoje em Kirchberg: No Fórum ICT Spring, Luxemburgo quer rimar com futuro
Especialistas das novas tecnologias e comunicações (ICT), empresas do sector aeroespacial, robótica, ciber-segurança, 'fintech' (tecnologias da economia e das finanças) são os convidados de mais um fórum ICT Spring Luxembourg, que decorre desde terça e termina hoje no centro de conferências em Kirchberg.
Luxemburgo lança-se na corrida ao ouro e minérios do espaço
O Luxemburgo quer atrair empresas e investidores para explorar os recursos naturais no espaço, incluindo minérios em asteróides, como o ouro ou a platina. O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo ministro da Economia luxemburguês, Etienne Schneider, que sublinhou que o Grão-Ducado é o primeiro país europeu a criar um "quadro regulamentar e jurídico" favorável às empresas que queiram explorar comercialmente o espaço.
It may sound like something from a sci-fi movie but Luxembourg's joint-venture to mine asteroids is about to get very real.