Escolha as suas informações

Eurostat: Maioria dos luxemburgueses não vive em cidades
Luxemburgo 31.10.2017

Eurostat: Maioria dos luxemburgueses não vive em cidades

Eurostat: Maioria dos luxemburgueses não vive em cidades

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 31.10.2017

Eurostat: Maioria dos luxemburgueses não vive em cidades

A esmagadora maioria dos cidadãos residente dos Luxemburgo não reside nas cidades, preferindo os subúrbios urbanos ou as zonas rurais. De acordo com o Eurostat, apenas 13% dos residentes do Grão-Ducado vive em cidades.

A esmagadora maioria dos cidadãos residente dos Luxemburgo não reside nas cidades, preferindo os subúrbios urbanos ou as zonas rurais. De acordo com o Eurostat, apenas 13% dos residentes do Grão-Ducado vive em cidades.

O número é referente a 2015 e revela que menos de um em cada quatro habitantes vive em cidades no país, segundo dados divulgados hoje no site do Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat).

Com 13%, o Luxemburgo aparece como o Estado-membro da União Europeia (UE) com a mais baixa proporção de residentes a viver em cidades.

Em 2016, na UE cerca de 41% dos residentes viviam em cidades, enquanto 31% moravam nos subúrbios e 28% em zonas rurais.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Eurobarómetro: Luxemburgo sente-se mais europeu do que qualquer outro país do bloco
A Comissão Europeia divulgou hoje o seu relatório nacional sobre o Luxemburgo, com alguns resultados interessantes. O relatório que inquiriu 56% de luxemburgueses e 44% de cidadãos de outros Estados-membros da União Europeia (EU) residentes no Grão-Ducado, predominantemente portugueses e franceses, procurou reunir a opinião pública sobre a União Europeia.