Escolha as suas informações

Eurostat: Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE
Luxemburgo 11.12.2015

Eurostat: Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE

O Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE

Eurostat: Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE

O Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE
Foto: Arquivo LW
Luxemburgo 11.12.2015

Eurostat: Luxemburgo tem o maior poder de compra da UE

O consumo individual efectivo (CIE) expresso em paridade do poder de compra variou em 2014 na União Europeia (UE) entre os 141% no Luxemburgo e os 51% na Bulgária, divulga o Eurostat.

O consumo individual efectivo (CIE) expresso em paridade do poder de compra variou em 2014 na União Europeia (UE) entre os 141% no Luxemburgo e os 51% na Bulgária, divulga o Eurostat.

Em Portugal, o consumo por habitante expresso em paridade de poder de compra foi, em 2014, de 83%.

Em dez Estados-membros, segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, o CIE ficou acima da média europeia, sendo o Luxemburgo o primeiro da tabela (141%), seguindo-se a Alemanha (123%) e a Áustria (122%) com consumos por habitante da ordem dos 20% acima da média.

A Dinamarca, Reino Unido (115% cada), Bélgica, Finlândia (114% cada), Holanda (113%), França (112%) e Suécia (111%) estão no grupo em que o CIE foi pelo menos de 10% acima da média da UE.

Nos restantes 18 Estados-membros foram registados consumos abaixo da média europeia, apresentando a Itália (99%) e a Irlanda (95%) níveis de menos de 10%.

O grupo dos Estados-membros com CIE entre os 10% e os 20% abaixo da média da UE são Chipre (90%), Espanha (88%), Grécia e Portugal (83% casa) e Lituânia (81%).

Entre os 20% e os 30% abaixo da média estão Malta (79%), Eslováquia (77%), República Checa (75%), Eslovénia (75%) e Polónia (74%).

Os restantes seis países – com consumo por habitante abaixo dos 30% da média – são a Estónia (68%), a Letónia (65%), a Hungria (63%), a Croácia (60%), a Roménia (57%) e a Bulgária (51%).


Notícias relacionadas

Portugal e Luxemburgo são campeões no consumo de fruta e de vegetais
Portugal é o segundo país da União Europeia (UE) em que a população mais come fruta diariamente, ocupando também o quarto lugar no que toca ao consumo diário de legumes, acima da média comunitária. O Luxemburgo está também bastante acima da média europeia, ocupando o quinto lugar em relação à percentagem da população que como fruta diariamente e o mesma posição em relação à população que consome diarimente legumes.