Escolha as suas informações

Estudo PISA: ASTI arrasa sistema escolar do Luxemburgo
Luxemburgo 06.12.2019 Do nosso arquivo online

Estudo PISA: ASTI arrasa sistema escolar do Luxemburgo

Estudo PISA: ASTI arrasa sistema escolar do Luxemburgo

Foto: Arquivo LW
Luxemburgo 06.12.2019 Do nosso arquivo online

Estudo PISA: ASTI arrasa sistema escolar do Luxemburgo

Avelino GOMES DA ROSA
Avelino GOMES DA ROSA
O governo justificou esta semana os resultados no PISA com “a heterogeneidade de nacionalidades no país e o multilinguismo”.

A Associação de Apoio aos Trabalhadores Imigrantes (ASTI) reagiu aos maus resultados do Luxemburgo no estudo PISA, criticando “as desigualdades do sistema escolar que privilegia os alunos das classes média e alta, em detrimento dos que têm um estatuto socioeconómico mais desfavorecido”.

A ASTI alerta para esta “discrepância alimentada há mais de 40 anos pelos sucessivos governos”.

Esta associação de defesa dos direitos dos imigrantes sublinha que o sistema luxemburguês “não tem em devida conta a heterogeneidade da população escolar e cava logo um fosso entre os mais e os menos desfavorecidos, que se reflete depois na entrada no mercado de trabalho”.

Os testes PISA – Programa Internacional de Avaliação de Alunos – põem à prova estudantes de 15 anos em leitura, matemática e ciências.


PISA. Luxemburgo continua a ser mau aluno e tem pior nota de sempre
Governo continua a dizer que o estudo da OCDE não reflete a realidade do sistema de ensino do país, mas reconhece os desafios. Mudar a via preparatória, aumentar a oferta linguística nas escolas e melhorar a orientação escolar são algumas das soluções que serão colocadas em marcha.

O Luxemburgo ficou abaixo da média da OCDE naquelas matérias e até registou, desta vez, o piores resultados, desde que os testes começaram a ser feitos, em 2000.

O governo justificou esta semana os resultados, com “a heterogeneidade de nacionalidades no país e o multilinguismo”.

A edição de 2018 avaliou cerca de 600 mil alunos de 15 anos de 79 países. O relatório deste ano centrou-se sobretudo na leitura, mas a matemática e ciências também foram avaliados. Participaram 5.230 alunos de 44 escolas escolas luxemburguesas.


Notícias relacionadas

PISA. Luxemburgo continua a ser mau aluno e tem pior nota de sempre
Governo continua a dizer que o estudo da OCDE não reflete a realidade do sistema de ensino do país, mas reconhece os desafios. Mudar a via preparatória, aumentar a oferta linguística nas escolas e melhorar a orientação escolar são algumas das soluções que serão colocadas em marcha.
Destaque: Luxemburgo volta a ser mau aluno
O Luxemburgo volta a apresentar resultados abaixo da média da OCDE em ciências, matemática e leitura. E de acordo com o estudo PISA, o desempenho dos alunos piorou face ao estudo de 2012.