Escolha as suas informações

Estudo. Números de mortes no Luxemburgo duplicou em novembro
Luxemburgo 04.12.2020 Do nosso arquivo online

Estudo. Números de mortes no Luxemburgo duplicou em novembro

Estudo. Números de mortes no Luxemburgo duplicou em novembro

Foto: AFP
Luxemburgo 04.12.2020 Do nosso arquivo online

Estudo. Números de mortes no Luxemburgo duplicou em novembro

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Registaram-se mais mortes só em novembro (173) do que entre 13 de março e 31 de outubro, em que morreram 161 pessoas por causa da covid-19.

Num ano afetado pela pandemia de covid-19, a taxa de mortalidade no Luxemburgo está a aumentar.   

Segundo um novo estudo do Statec publicado esta sexta-feira, 3.601 pessoas morreram nos primeiros dez meses deste ano. Este número representa mais 103  pessoas (+ 2,9 por cento)  do que no mesmo período em 2019. De lembrar que os números do Statec referem-se apenas aos residentes no Luxemburgo.   

O Statec destaca o mês de novembro como o recordista de óbitos. Só neste mês, 173 pessoas morreram devido ao novo coronavírus. Este valor indica que, em apenas um mês, o número total de mortes de covid-19 mais do que duplicou, situando-se em 330 no início de dezembro. 

 E pior, registaram-se mais mortes só em novembro do que entre 13 de março (primeira morte) e 31 de outubro, em que morreram 161 pessoas por causa da covid-19. 

Em média, 11,8 pessoas morreram por dia desde o início do ano. Em 2018 e 2019, a taxa foi de 10,9 e 11 mortes por dia, respetivamente. 

O estudo garante, no entanto que o Luxemburgo está longe de uma taxa de mortalidade excessiva, tal como já se verifica noutros países europeus. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O número de mortes no Luxemburgo aumentou 21,4% num ano, atingindo um recorde de óbitos em abril que não se verificava desde 1975. Segundo dados divulgados hoje pelo gabinete luxemburguês de estatísticas, Statec, este aumento deve-se às mortes associadas à covid-19.