Escolha as suas informações

Estudante luxemburguês ferido em Viena é de origem portuguesa
Luxemburgo 03.11.2020 Do nosso arquivo online

Estudante luxemburguês ferido em Viena é de origem portuguesa

Da esquerda para a direita, o Presidente do Concelho Nacional, Wolfgang Sobotka, o Presidente austríaco, Alexander van der Bellen, e o chanceler austríaco,  Sebastian Kurz, prestam homenagem às vítimas do atentado de segunda-feira à noite na capital.

Estudante luxemburguês ferido em Viena é de origem portuguesa

Da esquerda para a direita, o Presidente do Concelho Nacional, Wolfgang Sobotka, o Presidente austríaco, Alexander van der Bellen, e o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, prestam homenagem às vítimas do atentado de segunda-feira à noite na capital.
Foto: AFP
Luxemburgo 03.11.2020 Do nosso arquivo online

Estudante luxemburguês ferido em Viena é de origem portuguesa

Lusa
Lusa
Um cidadão luso-luxemburguês é um dos feridos resultantes dos ataques de segunda-feira à noite em Viena, encontrando-se hospitalizado, disse à agência Lusa fonte do gabinete da secretária de Estado das Comunidades Portuguesas.

(Com Diana Alves)

O estudante luxemburguês que ficou ferido nos ataques de Viena é de origem portuguesa e está hospitalizado, segundo notícia avançada esta tarde pela agência Lusa, que cita fonte do gabinete da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

A mesma fonte disse que Portugal está a acompanhar a evolução do estado de saúde deste luso-luxemburguês através da Embaixada de Portugal em Viena, capital austríaca, e do Gabinete de Emergência Consular, em articulação com as autoridades luxemburguesas. Esta manhã, o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Grão Ducado confirmou que um "estudante luxemburguês" está entre os feridos, depois de ter sido "atingido por uma bala num ombro". A tutela acrescentou também que "está em contacto com a família da vítima e com as autoridades austríacas". 

As autoridades portuguesas estão igualmente em contacto com os familiares do jovem. O cidadão luso-luxemburguês é uma das vítimas do ataque desta segunda à noite, que começou com um tiroteio numa rua central perto da  sinagoga principal de Viena. Os atacantes deslocaram-se depois pelo centro da capital austríaca, disparando sobre quem ocupava as esplanadas. 

O ataque fez cinco vítimas mortais e 17 feridos. Um dos atacantes foi morto pela polícia, enquanto um segundo fugiu e está a ser procurado. Tanto Portugal como o Luxemburgo enviaram também uma mensagem de simpatia às vítimas e às famílias, bem como ao Governo e autoridades austríacas.

"Reitero o meu repúdio por todos os atos de violência, reafirmando a minha convicção de que estes não lograrão alcançar os seus objetivos. Neste momento difícil, quero exprimir a minha solidariedade para com a Áustria e o povo austríaco e apresento a Vossa Excelência, em nome do Povo português e no meu próprio, a expressão da mais sentida solidariedade e sincero pesar", disse o Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa. Numa mensagem semelhante o ministro dos Negócios Estrangeiros luxemburguês, Jean Asselborn condenou firmemente o "ataque terrorista que nada pode justificar" e enviou uma mensagem de "profunda simpatia às vítimas e às suas famílias, assim como ao Governo e ao povo austríacos neste momento difícil". 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A morte do Grão-Duque Jean, um tornado que destruíu 314 habitações, obras na Gare que não acabam e um arcebispo luxemburguês nomeado cardeal pelo papa. Recorde aqui 12 acontecimentos que marcaram o ano no Grão-Ducado.
Firemen work at the burning monkey house of the zoo in Krefeld, western Germany, on early January 1, 2020. - Fire ripped through the monkey house at Krefeld zoo on New Year's Eve, killing dozens of animals, including orangutans, chimpanzees and marmosets, the management said. (Photo by Alexander FORSTREUTER / DPA / AFP) / Germany OUT