Escolha as suas informações

Escolas vão poder fazer testes de rastreio
Luxemburgo 2 min. 06.11.2020 Do nosso arquivo online

Escolas vão poder fazer testes de rastreio

Escolas vão poder fazer testes de rastreio

Foto: Gerry Huberty/archive
Luxemburgo 2 min. 06.11.2020 Do nosso arquivo online

Escolas vão poder fazer testes de rastreio

A possibilidade de fazer testes de rastreio a alunos e profissionais de ensino, em meio escolar, estava a ser estudada pela Inspeção de Saúde e o Ministério da Educação.

A  partir da próxima semana vai ser possível testar alunos e professores nas próprias escolas.

Segundo a rádio 100,7 os testes deverão ser feitos por equipes móveis do laboratório estatal, afirmou o ministro da Educação, Claude Meisch. 

O aumento de casos no Luxemburgo tem levado não só a uma pressão sobre os hospitais, com a consequente subida dos internamentos, mas também sobre as equipas de rastreio.

Embora as escolas e faculdades já se encontrassem entre os grupos que eram considerados prioritários, algumas demoras no processo foram gerando preocupações na comunidade escolar e nos pais.


Escolas. Ministro admite atrasos na realização dos testes covid-19 aos alunos
O atraso no envio da ordem para o teste é uma das maiores preocupações, bem como o funcionamento das classes devido ao isolamento e quarentena de alunos e professores, admite Claude Meisch.

O Ministério da Educação Nacional e a Inspeção de Saúde têm estado a trabalhar em conjunto para encontrar uma solução mais eficaz e, sobretudo, mais rápida, que poderá passar pela realização de testes à covid-19 nas próprias escolas, segundo avançou, esta sexta-feira, à RTL, o ministro da Educação, Claude Meisch.

O Ministério da Educação já tinha avançado esta semana, em comunicado, que estava a estudar, com as autoridades de saúde e outras entidades ligadas ao sistema educativo, uma solução para acelerar a realização dos testes para que as escolas não tivessem de encerrar, controlando-se eventuais surtos logo no início. 

"No centro das preocupações tem estado o atraso no envio de ordens de teste e a manutenção do funcionamento das aulas após o isolamento e quarentena" assume o comunicado. 

Em breve, estudantes, professores e outros trabalhadores de estabelecimentos de ensino poderão ser testados nas estruturas escolares. Essa é, pelo menos, uma das opções para tornar a testagem da comunidade escolar mais rápida, segundo adiantou, ao L'Essentiel, Anne Vergison, chefe da unidade de rastreio à covid-19.

Organizar a realização de testes "diretamente nas escolas" seria uma opção que "pouparia tempo", afirmou.

O dispositivo do Ministério da Educação para o início do ano letivo 2020-2021 no contexto da crise sanitária da covid-19, lançado no início de setembro, já contemplava a possibilidade de implementação de equipas de intervenção de testes de rastreio destacadas em escolas e escolas secundárias.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Escolas deverão reabrir após as férias de Carnaval
O Governo tenciona também aumentar o número de testes de diagnóstico feitos nas escolas, sendo que alunos, professores e outros funcionários que tenham estado em quarentena precisam de um exame negativo antes de regressar à escola.