Escolha as suas informações

Esch-sur-Alzette. Burgomestre não quer mais pormenores sobre localização das novas infeções
Luxemburgo 05.08.2020

Esch-sur-Alzette. Burgomestre não quer mais pormenores sobre localização das novas infeções

Esch-sur-Alzette. Burgomestre não quer mais pormenores sobre localização das novas infeções

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 05.08.2020

Esch-sur-Alzette. Burgomestre não quer mais pormenores sobre localização das novas infeções

Susy MARTINS
Susy MARTINS
"O cantão de Esch-sur-Alzette é a parte do país que tem tido o maior número de novas infeções covid-19, e não a cidade de Esch".

As palavras foram ditas pelo burgomestre da metrópole do ferro, Georges Mischo, aos microfones da RTL. Segundo o líder comunal, quando os dados foram revelados no início da pandemia a diferença não foi feita, o que afetou os comércios da cidade do sul do país, uma vez que as pessoas evitavam ir às compras naquela localidade. 

No entanto, o burgomestre garante que a situação já se acalmou, após o Ministério da Saúde ter esclarecido os números que tinham sido divulgados pelo próprio executivo.

De acordo com Mischo não é necessário dar mais pormenores sobre a localização da novas infeções, como por exemplo, o nome das ruas. Tal seria contraprodutivo, segundo o autarca. O burgomestre salientou ainda a boa colaboração e entreajuda entre os diferentes responsáveis comunais. Chegou mesmo a ser criado um grupo nas redes sociais, onde as 102 comunas estavam representadas, para debater ideias e trocar informações.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.