Escolha as suas informações

Ensino: Mulheres são 75% dos professores primários no Luxemburgo
Luxemburgo 06.10.2016

Ensino: Mulheres são 75% dos professores primários no Luxemburgo

As mulheres continuam a dominar o corpo docente no Luxemburgo e na UE

Ensino: Mulheres são 75% dos professores primários no Luxemburgo

As mulheres continuam a dominar o corpo docente no Luxemburgo e na UE
Foto: Marc Wilwert
Luxemburgo 06.10.2016

Ensino: Mulheres são 75% dos professores primários no Luxemburgo

Os números são claros: 75% dos professores primários das escolas luxemburguesas são mulheres. Já nas escolas secundárias o número de professoras baixa para 53%, de acordo com dados de 2014 divulgados esta quarta-feira pelo Eurostat.

Os números são claros: 75% dos professores primários das escolas luxemburguesas são mulheres. Já nas escolas secundárias o número de professoras baixa para 53%, de acordo com dados de 2014 divulgados esta quarta-feira pelo Eurostat, no âmbito do Dia do Professor.

Na União Europeia, a média de professoras primárias está bem acima dos números do Luxemburgo: 84,7% dos professores primários da UE eram mulheres em 2014.

Também no secundário, a média europeia é superior ao do Grão-Ducado: 64% contra 53%. Dos 2,1 milhões de professores no ensino primário na UE em 2014, 1,700 milhões eram mulheres.

A Hungria, a Lituânia e a Eslovénia eram os países com maiores percentagens, em torno dos 97%. Na Itália, as mulheres representavam 96% dos professores do ensino primário, enquanto a Letónia, a Estónia, Bulgária, República Checa, Croácia e Áustria estavam ainda acima de 90%. Portugal aparece na parte baixa da tabela com 79,8%, ainda acima dos números do Luxemburgo.

ENSINO SECUNDÁRIO

Segundo o Eurostat, este desequilíbrio tende a diminuir nas escolas secundárias, embora a presença de mulheres ainda seja a tendência dominante. Entre os 3,589,300 professores secundários da UE, 64% eram mulheres.

As percentagens mais baixas registam-se na Holanda (51%), Luxemburgo (53%), na Dinamarca (56%) e Espanha (57%). No extremo oposto estão Letónia, Lituânia e Bulgária, com 83, 82 e 79% de professoras, respectivamente.

ENVELHECIMENTO

Olhando para a idade, um em cada três professores primários da UE tem mais de 50 anos. O Luxemburgo é dos países com menos professores dentro dessa faixa etária (20,2%). A Itália é o país com mais professores acima dos 50 anos (53%), enquanto Portugal aparece a meio da tabela com 35,2%.

No secundário, apenas 38% dos professores da UE têm mais de 49 anos. A Itália continua a ser o país com maior percentagem de professores com mais de 49 anos (57,5%) e o Luxemburgo o terceiro mais baixo (25,6%). Portugal mantém-se a meio da tabela com 33,1%.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Habitação: Preço das casas continua a aumentar
O preço das casas subiu 6,8% no Luxemburgo nos primeiros três meses do ano, face ao período homólogo de 2016, de acordo com o Eurostat. Este aumento representa uma subida acima das médias registadas para a zona euro e para a União europeia (UE).