Escolha as suas informações

Empresa de segurança G4S deverá despedir mais de 50 pessoas
Luxemburgo 08.05.2021

Empresa de segurança G4S deverá despedir mais de 50 pessoas

Empresa de segurança G4S deverá despedir mais de 50 pessoas

Foto: Steve Remesch
Luxemburgo 08.05.2021

Empresa de segurança G4S deverá despedir mais de 50 pessoas

Na sexta-feira, uma delegação da direção da empresa convocou a delegação do pessoal para informar que iria iniciar um processo de despedimentos coletivos.

O plano despedimento coletivo da empresa de segurança G4S deverá afetar, pelo menos, mais de meia centena de postos de trabalho.

A Confederação Sindical Independente do Luxemburgo (OGBL) e a Confederação Sindical Cristã do Luxemburgo (LCGB) confirmaram à RTL que estão em cima de mesa 60 despedimentos.

Estas medidas de reestruturação vão afetar guardas de segurança, que na sua maioria desempenham o trabalho a tempo parcial.


Despedimentos coletivos à vista na empresa de segurança G4S
Plano social à vista na empresa de segurança G4S.

Na sexta-feira, uma delegação da direção da empresa convocou a delegação do pessoal para informar que iria iniciar um processo de despedimentos coletivos. A G4S emprega atualmente cerca de 1.200 pessoas e foi vendida no mês de março à norte-americana Allied Universal.

Os sindicatos OGBL e LCGB manifestam a sua oposição aos despedimentos e reivindicam que sejam encontradas outras soluções internas, através de um plano de manutenção de emprego, numa altura, em que a crise da pandemia começa a abrandar.  

De acordo com a RTL foi agendada uma reunião com a direção da G4S para o próximo dia 18 de maio. A par desse encontro, os dois sindicatos pediram também uma reunião com o Departamento para a Indústria da Segurança da Federação dos Empresários Luxemburgueses (Fédil).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.