Escolha as suas informações

Emigrantes. Luxemburgo é o país com trabalho mais seguro
Luxemburgo 6 min. 06.09.2019 Do nosso arquivo online

Emigrantes. Luxemburgo é o país com trabalho mais seguro

Emigrantes. Luxemburgo é o país com trabalho mais seguro

Luxemburgo 6 min. 06.09.2019 Do nosso arquivo online

Emigrantes. Luxemburgo é o país com trabalho mais seguro

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
E Portugal, o país com mais qualidade de vida do planeta. Veja o que mais de 20 mil expatriados de 187 países preferem entre Grão-Ducado e Portugal.

Se o Luxemburgo e Portugal pudessem se fundir num só país, esse seria o lugar perfeito para os emigrantes trabalharem e viverem.

 Esta é a conclusão da sondagem anual realizada pela InterNations, uma comunidade mundial de expatriados, ou seja, composta por pessoas que vivem fora do seu país de origem. O inquérito de 2019 foi feito a 20. 259 pessoas que vivem em 187 países.

Conclusão: Não há melhor país do mundo ao nível da economia e segurança no trabalho para os imigrantes do que o Luxemburgo, que também é o terceiro melhor país para se trabalhar no estrangeiro.

Já Portugal é o país com melhor qualidade de vida, e para descontrair e onde os imigrantes se sentem mais em casa, e felizes entre 64 destinos no planeta. 

Nas questões de oportunidade de trabalho, salário, finanças o Grão-Ducado encontra-se sempre à frente de Portugal nestas subcategorias, mas quando os critérios são, felicidade pessoal, país amigável, diversão ou oportunidade de lazer, aí ganha Portugal.

Felicidade: Portugal em 2º, Luxemburgo em 25º

Comecemos pela vida pessoal. Para quem emigra Portugal é o país de acolhimento com melhor qualidade de vida, o Luxemburgo fica em 12º lugar, em 64 destinos.

Portugal é também o segundo país do mundo onde os imigrantes são mais felizes a nível pessoal, o primeiro é o Equador. Já nesta categoria de ‘felicidade pessoal’ o Luxemburgo fica quase a meio da tabela, no 25º lugar.

Lazer: Portugal 2º, Luxemburgo 53º

E quanto o tema é diversão e lazer os portugueses estão logo à frente. Portugal é o segundo país preferido pelos expatriados entre os 64 destinos para descontraírem, já o Luxemburgo vem muito atrás, em 53º lugar. Cabe aos espanhóis o pódio.

De acordo com o relatório 83% dos portugueses estão satisfeitos com as atividades de lazer que Portugal possui para descontraírem ao final de um dia de trabalho, ou no fim de semana.

Bem-estar da família: Luxemburgo 9º, Portugal 19º

Em relação aos filhos dos imigrantes os inquiridos revelam preferir o sistema de educação e os cuidados dados por Portugal nesta área, em 17ª posição, do que os do Grão-Ducado, 24ª posição. Mas é a Finlândia a favorita entre os 64 destinos.

Contudo, quando a questão é a qualidade da educação, já o Luxemburgo ganha mais a confiança dos expatriados, ficando em 11º lugar contra o 16º português. A Finlândia está em primeiro.

O mesmo se passa ao nível do bem-estar familiar, de novo o Luxemburgo   obteve mais ‘votos’, estando em 9º lugar, enquanto Portugal fica em 19º. Aqui também a Finlândia vem em primeiro.

Finanças pessoais: Portugal 15º, Luxemburgo 24º

Quanto às finanças pessoais, o campeão do mundo é o Vietname, com Portugal a ganhar ao Luxemburgo com o 15º lugar contra o 24º lugar, respetivamente.

No campo do custo de vida não é de espantar que Portugal esteja no Top 10, na 8º posição, enquanto o Luxemburgo venha quase no fim da tabela, na 54º posição. Aqui o melhor país para se viver é a Bulgária.

Portugal e Luxemburgo lado a lado

Curiosamente, há subcategorias em que Portugal e Luxemburgo estão um logo a seguir ao outro.

Como é o caso de como os países de acolhimento são bons locais para a vida familiar. Nesta área, a Finlândia é a campeã do mundo. Portugal surge na 18ª posição e o Luxemburgo, na 19ª posição.

Despesas educação: Portugal 17º, Luxemburgo 18º

Também nas despesas gastas em educação e cuidados com os filhos, Portugal encontra-se em 17º lugar no ranking e o 18º pertence ao Luxemburgo. O campeão é a Suécia.

Ao nível das viagens e transportes, Singapura surge na primeira posição. Portugal está em 16º e o Grão-Ducado em 17º. Ou a vida digital, onde o Luxemburgo está na 15º posição e o Luxemburgo vem logo a seguir.

Porém, na saúde e bem-estar os expatriados preferem Portugal, colocando-o no top 10, na 7º posição. O Grão-Ducado surge no 12º lugar.

Sentir-se em casa: Portugal 1º, Luxemburgo 27º

Para quem emigra, o recomeço noutro país é sempre difícil com a procura de alojamento e a instalação da família. Nesta área, Portugal foi preferido e com muitos lugares à frente. Está em 4ª posição entre os 64 países enquanto o Grão-Ducado está na 32º posição, bem na metade do ranking. O país onde existe maior facilidade de um imigrante ou a família se instalar é o México.

E é no país mais ocidental da Europa que os expatriados se sentem mais em casa. Portugal é campeão mundial nesta categoria. O Luxemburgo surge em 27º lugar.

País amigável: Portugal 3º, Luxemburgo 34º

Para os expatriados os portugueses também são um povo muito mais amigável do que os luxemburgueses, ocupando o 3º lugar enquanto o Grão-Ducado se fica pelo 34º lugar. O primeiro é Oman.

“Os portugueses são o povo mais amigável que conheço, nunca vi ninguém tão simpático assim”. Afirmação de um imigrante dos EUA em Portugal que consta do relatório.

Fazer amigos: Portugal 10º, Luxemburgo 44º

Por isso, é muito mais fácil fazer amigos em Portugal do que no Luxemburgo, dizem os inquiridos, colocando-os respetivamente em 10º e 44º lugar. O melhor mesmo é o México.

Já ao nível do idioma o Luxemburgo vence Portugal, estando na 12º posição contra a 21ª posição. Em primeiro lugar surge a Malásia.

Segurança no trabalho: Luxemburgo 1º, Portugal 35º

Na vida profissional o Luxemburgo vence e com grande diferença Portugal.

Quem emigra fá-lo sobretudo para conseguir um salário melhor e um rendimento mais alto ao final do mês.

Economia: Luxemburgo 1º, Portugal 35º

Ora, não há economia no mundo melhor do que a do Grão-Ducado, nem país com melhor segurança no trabalho.

O Grão-Ducado deu um salto enorme do ano passado para este ano no ranking, do 9º lugar para o 3º em 2018 e este ano passou para primeiro nesta matéria. De acordo com este relatório não é de admirar que seja o país preferido do emigrantes para trabalhar, pois é o que possui o PIB per capita mais alto da Europa. Entre os inquiridos 74% estão satisfeitos com o seu trabalho.

Trabalho: Luxemburgo 3º, Portugal 35º

Este país é também o terceiro melhor do mundo para se trabalhar no estrangeiro. Quanto a Portugal ao nível da economia e segurança no trabalho encontra-se na 35ª posição, entre os 64 destinos, ocupando a mesma posição no ranking do melhor país para trabalhar no estrangeiro.

“O Luxemburgo é um país muito equilibrado, trabalho, amigos e viagens. Tem tudo”. Esta é a declaração  de um imigrante peruano que vive no Grão-Ducado que consta no relatório.

Carreira profissional: Luxemburgo 8º, Portugal 44º

O Luxemburgo também está no top 10 dos países mais promissores quanto às carreiras profissionais e satisfação no trabalho, em 8º lugar. Portugal? Ocupa a 44ª posição. O Vietname é o campeão do melhor país nesta matéria e também no melhor país para se trabalhar no estrangeiro.

Trabalho e lazer: Portugal 20º, Luxemburgo 31º

Contudo, se juntarmos trabalho e lazer os lugares já se invertem, com Portugal encontra-se no 20º lugar e o Luxemburgo no 31º. Na primeira posição estão Panamá.