Escolha as suas informações

Em direto. Xavier Bettel admite que abertura de esplanadas é opção em cima da mesa
Luxemburgo 1 23.03.2021 Do nosso arquivo online

Em direto. Xavier Bettel admite que abertura de esplanadas é opção em cima da mesa

Em direto. Xavier Bettel admite que abertura de esplanadas é opção em cima da mesa

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 1 23.03.2021 Do nosso arquivo online

Em direto. Xavier Bettel admite que abertura de esplanadas é opção em cima da mesa

Conselho de Ministros reúne-se esta quarta-feira para discutir a estratégia luxemburguesa a seguir nas próximas semanas e é possível haver algum alívio de restrições a partir de abril, para atividades externas.
Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, admite que a abertura das esplanadas é uma possibilidade em cima da mesa, a ser discutida no âmbito de algumas medidas que podem vir a ser flexibilizadas em abril. Essa poderá ser uma das medidas que será anunciada esta tarde na conferência de imprensa marcada para as 15h30.

Esta terça-feira, no podcast 'Wellebriecher' da RTL.lu, o chefe de Governo falou sobre o plano do Luxemburgo para sair da crise de covid-19, discutindo questões como a campanha de vacinação, testes rápidos e decisões que poderão ser tomadas no sentido de flexibilizar certas restrições, já a partir do próximo mês.


Será desta que restaurantes e cafés voltam a abrir portas?
Na última conferência de imprensa sobre a situação pandémica, o primeiro-ministro, Xavier Bettel, deixou em aberto a possibilidade de uma reabertura condicionada para o setor a 2 de abril.

Na entrevista do podcast, emitida na véspera da reunião do Conselho de Ministros para discutir a estratégia luxemburguesa a seguir nas próximas semanas, o primeiro-ministro confirmou que há opções em cima da mesa que poderão passar pela abertura de esplanadas, declarando que se o órgão decidir flexibilizar algumas medidas, estas deverão limitar-se a atividades no exterior.  

Xavier Bettel explicou que os números atuais não permitem que o Governo já não considere o vírus uma ameaça em espaços fechados, excluindo assim, para já, estabelecimentos ou atividades que não tenham a possibilidade de se estender para fora de portas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas