Escolha as suas informações

Em direto. Famílias sem consoada no Luxemburgo? Apenas duas visitas por casa
Luxemburgo 1 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Em direto. Famílias sem consoada no Luxemburgo? Apenas duas visitas por casa

Em direto. Famílias sem consoada no Luxemburgo? Apenas duas visitas por casa

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 1 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Em direto. Famílias sem consoada no Luxemburgo? Apenas duas visitas por casa

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O primeiro-ministro, Xavier Bettel, e a Ministra da Saúde, Paulette Lenert, falam esta tarde ao país às 15h00 e é esperado o anúncio das medidas de restrição para a época natalícia.

A 15 dias do Natal, o Governo deve anunciar esta quarta-feira se haverá ou não novas regras a aplicar durante as festas de Natal e Ano Novo. Acompanhe a conferência de imprensa em direto a partir das 15:00, com tradução simultânea para francês, abaixo: 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Enquanto alguns países europeus já se organizaram para a época festiva, a dúvida ainda se mantém no Luxemburgo, mas Bettel e Lenert deverão desfazê-la já esta tarde após o Conselho de Ministros. 

Por agora sabe-se que o país está em confinamento parcial, pelo menos até 15 de dezembro. O recolher obrigatório vigora entre as 23h e as 6h e os cafés e restaurantes encontram-se encerrados, bem como alguns espaços culturais. Não é permitido receber mais do que duas pessoas em casa e estas deverão ser do mesmo agregado familiar. O Governo deverá rever estas medidas após 15 de dezembro, dependendo da evolução da pandemia.

Portugal com Natal em família

O Governo português aliviou as restrições durante a época natalícia. António Costa explicou que é fundamental manter o esforço para que se possa "atingir o objetivo de chegar ao Natal com o menor número de infetados possível" uma vez que "quanto menos infetados, menor o risco de transmissão".  

Entre as medidas anunciadas, as que têm mais impacto para o Natal são a possibilidade a circulação entre concelhos - que será permitida nos dias 23, 24 e 25 - e o facto de não haver número limite de pessoas para as reuniões familiares. Costa afirma que este é "um voto de confiança aos portugueses" e pede para que as famílias "tenham cuidado para que partilhem entre família, mas não partilhem o vírus".   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Os governos da Europa estão a adiar decisões sobre as celebrações do Natal e do Ano Novo, com poucos ainda desejosos de dizer exatamente o que será permitido. Mas uma coisa é certa: não será igual aos outros anos.