Escolha as suas informações

Em direto. Bettel e Lenert falam ao país a partir das 17h
Luxemburgo 1 2 min. 21.04.2021

Em direto. Bettel e Lenert falam ao país a partir das 17h

Conferência marca o regresso de Paulette Lenert ao trabalho, após algumas semanas a recuperar de uma má disposição.

Em direto. Bettel e Lenert falam ao país a partir das 17h

Conferência marca o regresso de Paulette Lenert ao trabalho, após algumas semanas a recuperar de uma má disposição.
Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Luxemburgo 1 2 min. 21.04.2021

Em direto. Bettel e Lenert falam ao país a partir das 17h

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Acompanhe em vídeo e em direto no Contacto a partir das 17h.

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, e a ministra da Saúde, Paulette Lenert, voltam esta quarta ao fim da tarde a fazer o ponto da situação sobre a crise sanitária, com a campanha de vacinação no centro das atenções, nomeadamente os fármacos da AstraZeneca e da Johnson & Johnson. Esta será também a primeira aparição pública da ministra da Saúde após uma má disposição que afastou Lenert das funções governativas durante algums semanas.

A conferência será transmitida em direto a partir das 17h no vídeo abaixo:

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Depois de ter dado luz verde à vacina Janssen (da Johnson & Johnson), a Agência Europeia do Medicamento (EMA) reforçou na terça-feira a validação do fármaco. O Luxemburgo recebeu na semana passada o primeiro lote de vacinas da farmacêutica americana e já se encontra a vacinar residentes com o antídoto.  

Na sessão desta tarde, os ministros deverão precisar qual o calendário de entregas desta vacina e como se deverá processar a campanha com a AstraZeneca para pessoas entre os 30 e os 54 anos. O executivo luxemburguês anunciou na semana passada que as pessoas entre 30 e 54 anos e que queiram  vacinar-se com a AstraZeneca vão poder inscrever-se numa lista. A tutela anunciou ainda outras alterações no plano de vacinação com este fármaco. 


AstraZeneca voluntária para menores de 55 anos e obrigatória para segundas doses no Luxemburgo
A vacina contra a covid-19 da AstraZeneca vai continuar a ser utilizada no Luxemburgo, mas com algumas alterações.

Depois de ter dado luz verde à vacina Janssen, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) reforçou na terça-feira a validação do fármaco, considerando-o seguro. O Luxemburgo recebeu na semana passada o primeiro lote de vacinas da farmacêutica americana e já se encontra a vacinar residentes com o antídoto.

Tal como aconteceu com o fármaco da AstraZeneca, a EMA considera que, apesar de identificado o risco de um efeito secundário grave, mas raro, os benefícios da vacinação na prevenção da morte por covid-19 continuam a superar os riscos. 

Um outro caso que poderá ser tema de questões por parte da imprensa é o da morte de uma mulher de 74 anos duas semanas após ter tomado a vacina da AstraZeneca. As autoridades e o Ministério Público encontram-se atualmente a investigar o caso, nomeadamente se existe ou não ligação à toma do fármaco contra a covid-19.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas