Escolha as suas informações

Editorial. O jornal a quem o trabalha
Editorial Luxemburgo 2 min. 07.01.2020

Editorial. O jornal a quem o trabalha

Editorial. O jornal a quem o trabalha

Foto: Pixabay
Editorial Luxemburgo 2 min. 07.01.2020

Editorial. O jornal a quem o trabalha

Nuno RAMOS DE ALMEIDA
Nuno RAMOS DE ALMEIDA
O Contacto é um instrumento jornalístico de empoderamento da comunidade que fala português, dando-lhe espaço, voz e informação para poder construir uma vida melhor. Esse continua a ser o nosso compromisso depois de 50 anos de existência.

Em 2020 o Contacto faz meio século. Neste número quisemos fugir às habituais previsões dos desafios do próximo ano e dar aos nossos leitores um pouco das histórias de vida das pessoas que trabalham no grupo Saint Paul que edita o Wort, em que está este semanário em língua portuguesa.

Os desafios do próximo ano, em que se misturam preocupações globais, questões da comunicação social e até desejos pessoais, são assim dados com o devido rosto.

A existência de uma comunicação social livre e independente dos interesses é uma condição fundamental para a democracia.

As pessoas habituaram-se que a informação lhes apareça quase gratuitamente, dão-lhe um enorme valor de uso, mas não lhe reconhecem o custo real de produção. A comunicação social só será independente dos vários poderes políticos e económicos se for sustentada pelas pessoas que a usam.

"O jornalismo não se resume à produção de notícias e muito menos à reprodução de informações que chegam à redação. Assenta na verificação e na validação da informação, na atribuição de relevância às fontes e acontecimentos, na fiscalização dos diferentes poderes e na oferta de uma pluralidade de olhares e de pontos de vista que deem aos cidadãos um conhecimento informado do que é do interesse público, estimulem o debate e o confronto de ideias e permitam a multiplicidade de escolhas que caracteriza as democracias", defende-se num manifesto de jornalistas pelo jornalismo e democracia publicado em meados da década passada em Portugal.

A existência de uma comunicação social livre é uma condição fundamental para a democracia.  

A história do Contacto confunde-se com a vida dos portugueses no Luxemburgo. Como qualquer projeto jornalístico, o jornal tem a ambição de dar a melhor informação disponível no Grão-Ducado, mas a sua função não se fica por aqui.

O ser um jornal em português implica ter presente a comunidade a quem se dirige. Os assuntos que trata são naturalmente os mais importantes em termos jornalísticos mas têm um ponto de vista próprio: o das pessoas que falam português no Luxemburgo.

Dai estarem mais presentes as questões sociais: os problemas como o emprego, a habitação e as desigualdades sociais. O Contacto é um instrumento jornalístico de empoderamento da comunidade que fala português, dando-lhe espaço, voz e informação para poder construir uma vida melhor. Esse continua a ser o nosso compromisso depois de 50 anos de existência.

Neste número queríamos agradecer a todos os nossos camaradas de trabalho que nos deram o seu tempo para fazermos os perfis que vão ler e especialmente ao Roland Arens, chefe de redação do grupo Wort; ao Douwe Miedema, chefe de redação do Luxembourg Times; e ao Jean-Michel Hennebert, responsável do site do Wort em língua francesa, pelos textos que gentilmente escreveram para este número.


Notícias relacionadas