Escolha as suas informações

Echternach: Oito mil dançaram à chuva
Luxemburgo 41 1 06.06.2017

Echternach: Oito mil dançaram à chuva

Echternach: Oito mil dançaram à chuva

Foto: Pierre Matgé
Luxemburgo 41 1 06.06.2017

Echternach: Oito mil dançaram à chuva

Cerca de oito mil pessoas participaram esta terça-feira de manhã na procissão dançante que anualmente se realiza em Echternach, no norte do Luxemburgo, em honra de São Willibrord.

Cerca de oito mil pessoas participaram esta terça-feira de manhã na procissão dançante que anualmente se realiza em Echternach, no norte do Luxemburgo. Este ano, a procissão em honra de São Willibrord juntou no total 8.282 dançarinos, que debaixo de chuva, não deixaram de cumprir a tradição, que data do ano de 1100.

A celebração, que desde 2010 é património cultural imaterial da humanidade da UNESCO, juntou peregrinos, músicos e sacerdotes que encheram as ruas da parte histórica da cidade.

Como habitualmente, o arcebispo do Luxemburgo, Jean-Claude Hollerich, abriu e encerrou a procissão, com a celebração de uma missa na cripta da basílica de Echternach, onde está o túmulo do São Willibrord.

Os mais de 8.000 dançarinos tiveram que lidar com ruas de paralelepípedos escorregadios por causa da chuva.


Marcha sob uma chuva torrencial

Cerca de 39 grupos desfilaram e dançaram este ano ao longo de toda a manhã pelas ruas da cidade e pontos históricos de Echternach até a cripta onde o túmulo de São Willibrord.

Como é tradição em terça-feira de Pentecostes, a cidade enche-se de visitantes e curiosos. São muitos os que ali passam vindos não apenas do Luxemburgo, mas também de outros países.

Nesta procissão que dura três horas pelas ruas da histórica cidade de Echternach é preciso saber, sobretudo, saltitar. Dois passos à esquerda, dois passos à direita. Depois, três passos em frente, dois passos atrás.

Os participantes alinham-se de cinco a seis pessoas segurando lenços que a pessoa ao lado segura na outra ponta. Depois, vão saltitando ao ritmo da música tocada por fanfarras, acordeonistas e violinistas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas