Escolha as suas informações

DP quer reaver mandato de Monica Semedo no Parlamento Europeu
Luxemburgo 27.01.2021 Do nosso arquivo online

DP quer reaver mandato de Monica Semedo no Parlamento Europeu

DP quer reaver mandato de Monica Semedo no Parlamento Europeu

Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Luxemburgo 27.01.2021 Do nosso arquivo online

DP quer reaver mandato de Monica Semedo no Parlamento Europeu

Susy MARTINS
Susy MARTINS
A eurodeputada anunciou na terça-feira à noite a sua saída do partido, mas não esclareceu se tenciona deixar o cargo de deputada europeia.

O Partido Democrático (DP) quer que Monica Semedo abdique do seu mandato no Parlamento Europeu, para que esse posto possa ser ocupado por um membro do partido. A posição foi manifestada pela presidente do DP, Corinne Cahen, aos microfones da RTL.

A eurodeputada Monica Semedo, eleita pelo DP, anunciou na terça-feira à noite a sua saída do partido. A decisão surgiu após o caso de assédio moral a três dos seus assistentes parlamentares. Um ato que levou a uma sanção por parte do Parlamento Europeu.

Na publicação, Monica Semedo não esclareceu, no entanto, se tenciona deixar o cargo de deputada europeia, avançando apenas que "vai continuar a empenhar-se a 100% em prol da população".


Moncia Semedo.
Monica Semedo. Eurodeputada do Luxemburgo suspensa por assédio moral
Suspensão é válida por 15 dias.

Segundo a líder dos liberais, cabe agora a Monica Semedo decidir a forma como quer continuar no Parlamento Europeu. No entanto, acrescenta que Monica Semedo deveria entregar o seu mandato ao partido, uma vez que a eurodeputada foi eleita para defender os valores do partido liberal, frisando que agora “ele tem de ver se é consequente nas suas decisões, ou não”.

O DP não tem meios jurídicos para ir contra a decisão de Monica Semedo, caso esta decida manter a seu mandato de eurodeputada, uma vez que essa pode exercer a sua função enquanto deputada independente do Parlamento Europeu.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A sanção a Monica Semedo, aplicada pelo Parlamento Europeu (PE) por assédio moral contra três dos seus assistentes parlamentares, chega ao fim esta quinta-feira. A partir desse dia poderá voltar a assistir às sessões das comissões do PE.
A decisão surge após o caso de assédio moral a três membros da sua equipa no cargo de eurodeputada.