Escolha as suas informações

Dois novos pacientes de Covid-19 provenientes de Mulhouse chegaram ao Luxemburgo
Luxemburgo 24.03.2020

Dois novos pacientes de Covid-19 provenientes de Mulhouse chegaram ao Luxemburgo

Dois novos pacientes de Covid-19 provenientes de Mulhouse chegaram ao Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 24.03.2020

Dois novos pacientes de Covid-19 provenientes de Mulhouse chegaram ao Luxemburgo

A situação continua complicada nos hospitais do Grand Est e o Luxemburgo recebe novos pacientes da cidade francesa.

De acordo com a RTL, dois novos pacientes franceses foram hospitalizados no Luxemburgo esta terça-feira. Os pacientes infetados pelo novo coronavírus foram transportados através da Air Rescue a partir de Mulhouse, de acordo com fontes francesas.

Na segunda-feira, três pacientes tinham já sido transferidos para o Luxemburgo a partir da Alsácia. Para aliviar o saturado sistema hospitalar francês, os países vizinhos mostraram a sua solidariedade com pacientes franceses a serem também recebidos na Alemanha e na Suíça.

Os números da região do Grand Est foram comunicados nesta terça-feira à noite pela ARS: 2722 pessoas estão hospitalizadas, incluindo 595 nos cuidados intensivos, ou seja, 69 a mais do que ontem.

Na quarta-feira, 30 pacientes infetados pelo Covid-19 vão ser transferidos pelo TGV de Estrasburgo e Mulhouse para outros hospitais em França para tratamento. Esta seria a primeira vez na Europa, afirmou o ministro francês da Saúde, Olivier Véran. O "TGV sanitaire" está especialmente equipado para este tipo de missão: foi criado para casos extremos após os ataques em Paris.

Na terça-feira à noite, eram 20100 pacientes a dar positivo em toda a França, dos quais 860 morreram desde o início da epidemia.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Covid-19. O mês em que abandonamos as ruas da Europa
O estado de emergência de três meses foi decretado há nove dias, mas o número de infetados do país não para de crescer. O Luxemburgo chegou a ser apontado como o terceiro país do mundo com mais casos positivos de coronavírus, por cada milhão de habitantes. O primeiro-ministro, Xavier Bettel, explica a razão: “estamos a fazer mais testes que nos outros países, por isso, temos mais casos registados”.