Escolha as suas informações

Dois luxemburgueses repatriados da China não apresentam sintomas de Covid-19
Luxemburgo 21.02.2020

Dois luxemburgueses repatriados da China não apresentam sintomas de Covid-19

Dois luxemburgueses repatriados da China não apresentam sintomas de Covid-19

Photo: Pierre Matgé
Luxemburgo 21.02.2020

Dois luxemburgueses repatriados da China não apresentam sintomas de Covid-19

O Ministério da Saúde confirmou que os dois luxemburgueses estão a ser sujeitos a exames médicos complementares no Centro Hospitalar do Luxemburgo. Ficam em quarentena nos próximos 14 dias "por precaução".

Em comunicado enviado às redações, o governo revela que dois cidadãos do Grão-Ducado viajaram desde Wuhan, epicentro da nova pneumonia viral, até Paris, num voo organizado pelas autoridades francesas, no âmbito do mecanismo europeu de repatriamento.

A transferência para o Luxemburgo foi realizada pela Corporação Grã-Ducal de Incêndio e de Socorro (CGDIS). Assim que chegaram, foram colocados em isolamento "como medida de precaução" já que os primeiros exames médicos  revelam ausência de sintomas do chamado Covid-19. 

Numa altura em que o novo Coronavírus já matou milhares de pessoas, os mecanismos contra uma eventual propagação do vírus são rígidos. Assim, tal como aconteceu com o primeiro cidadão de nacionalidade luxemburguesa repatriado há 10 dias, ambos vão ser sujeitos a exames complementares realizados pelo Serviço Nacional de Doenças Infecciosas do Centro Hospitalar do Luxemburgo. Durante os próximos 14 dias, que correspondem ao período máximo de incubação do Covid-19 ficam em quarentena. 

Na mesma nota, o Ministério da Saúde adianta que o primeiro repatriado "está de boa saúde". 



Notícias relacionadas