Escolha as suas informações

Distribuição de testes rápidos. Governo anuncia estratégia para evitar restrições
Luxemburgo 2 min. 19.05.2021

Distribuição de testes rápidos. Governo anuncia estratégia para evitar restrições

Distribuição de testes rápidos. Governo anuncia estratégia para evitar restrições

Luxemburgo 2 min. 19.05.2021

Distribuição de testes rápidos. Governo anuncia estratégia para evitar restrições

O objetivo, segundo o executivo, é alavancar assim a retoma gradual da atividade social e económica. Os testes rápidos devem permitir que a população seja testada de uma forma mais ampla e acessível.

O Governo luxemburguês não prevê o regresso das restrições como solução para combater a pandemia. Com quase 210 mil primeiras doses da vacina administradas, o Ministério da Saúde anunciou uma nova estratégia que passa por uma distribuição de testes rápidos e por uma testagem massiva se houver novos surtos.

O objetivo, segundo o executivo, é alavancar assim a retoma gradual da atividade social e económica. O regresso à tão esperada normalidade. Os testes rápidos devem permitir que a população seja testada de uma forma mais ampla e acessível. Contudo, as autoridades sublinham que estas medidas não excluem as medidas básicas de higiene e proteção, nem os testes PCR com uma capacidade mais aguçada para detetar o vírus.

Para esta nova estratégia, o Ministério da Saúde aponta as baterias para cinco objetivos. Em primeiro lugar para os setores prioritários na luta contra a covid-19: hospitais, unidades de saúde, lares, centros de dia e as escolas. Em segundo, a população profissionalmente ativa. A partir de 15 de maio, diz o ministério, começaram a ser distribuídos kits de testes aos trabalhadores da função pública. A partir de 17, foi a vez dos trabalhadores do privado, incluindo independentes e trabalhadores sazonais e, na quinta-feira, será a vez dos funcionários de instituições europeias e mundiais.

Reformados, beneficiários Revis e desempregados vão receber vouchers que permitem recolher uma caixa com testes e um folheto. Estes vouchers começaram a ser distribuídos a 14 de maio à razão de um por cada agregado familiar e podem ser usados nas farmácias a partir de 20 de maio com a apresentação do documento.

O Governo insere a distribuição de testes rápidos no âmbito da abertura gradual do comércio, restauração, cultura e desporto também nesta estratégia. O Ministério da Saúde refere em comunicado que está prevista uma reserva de testes e que há uma encomenda de 17 milhões de unidades.

Estes testes podem ser manuseados por qualquer pessoa e os resultados podem ser certificados por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, assistente de enfermagem, técnicos de laboratório, fisioterapeutas ou osteopata, desde que autorizado a exercer a profissão no Grão-Ducado. A certificação terá de ser feita com supervisão direta.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas