Escolha as suas informações

Distinção: Medalha de Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro, para Davide Sousa
Davide Sousa ao centro

Distinção: Medalha de Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro, para Davide Sousa

Foto cedida ao Contacto pela Polícia Grã-ducal (direitos reservados)
Davide Sousa ao centro
Luxemburgo 09.01.2018

Distinção: Medalha de Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro, para Davide Sousa

O polícia luxemburguês, o lusodescendente Davide Sousa, vai ser distinguido pelo Governo português com a Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro.

O polícia luxemburguês, o lusodescendente Davide Sousa, vai ser distinguido pelo Governo português com a Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro, avançou a RADIO LATINA.

A estação emissora adianta que Davide Sousa receberá a Medalhas de Mérito das Comunidades Portuguesas, Grau Ouro, das mãos do secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, no próximo dia 12, aquando da sua deslocação ao Luxemburgo.

Esta distinção surge na sequência do “Prémio Cidadão Europeu do Ano 2017” que o Parlamento Europeu atribuiu ao agente policial, em novembro do ano passado. Um prémio que recompensa atividades excecionais.

No caso de Davide Sousa, desmontou um esquema de fraude, no qual pessoas usavam moradas fictícias no Luxemburgo para receber subsídios indivíduos do Estado luxemburguês. Davide Sousa levou a cabo esta investigação durante grande parte do seu tempo livre.

Quanto à nova distinção, o Governo explica que as medalhas de mérito das comunidades portuguesas destinam-se a galardoar cidadãos ou associações portuguesas ou estrangeiras, cuja ação contribua ou tenha contribuído para o fortalecimento dos laços que unem os portugueses e os luso-descendentes, onde quer que estes residam, e que prossiga o objetivo da dignificação da presença de Portugal no mundo, através das suas comunidades, respetiva valorização nas sociedades de acolhimento e a divulgação da língua e cultura portuguesa.

Davide Sousa, 41 anos de idade, nasceu no Luxemburgo e foi forçado a abdicar da nacionalidade portuguesa para poder ingressar na polícia luxemburguesa.

Na altura, ainda não existia uma lei sobre a dupla nacionalidade como a atual.

Os pais de Davide Sousa são naturais de Bustelo, em Chaves.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

António Gamito, novo embaixador de Portugal: "Votar nas comunais já é um passo importante"
Recém-chegado ao Grão-Ducado, mas com muita experiência internacional, António Gamito não considera que o voto nas legislativas para os estrangeiros seja um tema do momento. Quanto à questão da indexação salarial para os funcionários, refere que vai “tentar resolver com Lisboa”. E, além da proximidade que pretende manter com a comunidade portuguesa, vem preparado para reforçar o relacionamento bilateral.