Escolha as suas informações

Diplomacia: Grão-Ducado tem nova encarregada de Negócios em Cabo Verde
Luxemburgo 4 2 min. 28.09.2016 Do nosso arquivo online

Diplomacia: Grão-Ducado tem nova encarregada de Negócios em Cabo Verde

Luxemburgo 4 2 min. 28.09.2016 Do nosso arquivo online

Diplomacia: Grão-Ducado tem nova encarregada de Negócios em Cabo Verde

A nova encarregada de negócios do Luxemburgo em Cabo Verde, Angèle da Cruz, garantiu que o Luxemburgo está disponível para intensificar a cooperação bilateral existente entre os dois países.


A informação foi avançada pela diplomata, após ter sido recebida em audiência pelo Presidente da República interino, Jorge Santos, no dia 15 de Setembro, tendo garantido que o Luxemburgo vai dar continuidade à cooperação, mas também explorar novas áreas de reforço.

“Durante o encontro tivemos a oportunidade de falar sobre a relação bilateral entre Cabo Verde e Luxemburgo, que é intensa e muito boa”, disse.

Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades, Luís Filipe Tavares, considerou que o Luxemburgo tem sido um parceiro “muito importante” no desenvolvimento de Cabo Verde, salientando que, nos últimos anos, investiu mais de 160 milhões de euros no arquipélago.

O chefe da diplomacia cabo-verdiana sublinhou ainda o Luxemburgo como um “parceiro ideal” para levar a cabo o projecto de regionalização em Cabo Verde.

O Governo do arquipélago defende que esta proposta é uma das medidas de política com maior impacto na organização territorial do país, que tem como objectivos principais “descentralizar e desenvolver” o arquipélago.

Além do Luxemburgo, Cabo Verde está à procura de outros parceiros para o financiamento do projecto de regionalização, que deverá ser apresentado ainda este ano no Parlamento.

O ministro lembrou ainda que os 45 milhões de euros do Programa Indicativo de Cooperação (PIC) vão ser implementados em projectos ligados a água, saneamento e educação, frisando que cerca de 3,5 milhões euros vão ser aplicados na descentralização e desenvolvimento local.

CABO VERDE E UE ASSINAM ACORDO DE 55 MILHÕES

Cabo Verde e União Europeia (UE) vão assinar no próximo dia 17 de Outubro, em Bruxelas, um acordo no valor de 55 milhões de euros, no âmbito do 11º Fundo Europeu para o Desenvolvimento (FED).

A informação foi avançada pelo embaixador da União Europeia (UE) em Cabo Verde, o português José Manuel Pinto Teixeira.

O acordo vai ser rubricado pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker no final de um encontro entre as duas personalidades.

Em Setembro de 2014, foi assinado o Programa Indicativo Nacional (PIN 2014-2020) para Cabo Verde, no âmbito da Programação do 11º Fundo Europeu para o Desenvolvimento, relativo à cooperação entre a União Europeia e Cabo Verde.

A assinatura do referido documento teve lugar em Apia, Samoa, à margem da terceira Conferência Internacional dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDS).

O montante visa o apoiar Cabo Verde no âmbito da Parceria Especial, existente desde 2007, nas várias vertentes, nomeadamente a segurança, a convergência técnica normativa, a redução da pobreza, a melhoria da competitividade da economia cabo-verdiana, entre outras.

Inforpress

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Entrevista ao MNE de Cabo Verde: Cooperação continua a ser prioridade nas relações entre Cabo Verde e Luxemburgo
As relações entre o novo governo de Cabo Verde e o Luxemburgo vão continuar a ser marcadas pela cooperação. A garantia foi dada ontem pelo novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades do arquipélago, à chegada ao Grão-Ducado. Luís Filipe Tavares, que tem família no Luxemburgo há mais de 40 anos, chegou a jogar futebol com os conterrâneos no país, nos anos 80, quando estudada em França.
Luís Filipe Tavares é o primeiro membro do novo governo do MpD a visitar o Luxemburgo