Escolha as suas informações

Breves Luxemburgo 22.10.2019

Dezoito empresas ao abrigo do desemprego parcial em outubro

(SM)- Dezoito empresas obtiveram, esta terça-feira, o aval do Comité de Conjuntura para beneficiar do chamado desemprego parcial, em novembro.

O comité analisou 20 pedidos, representando mais quatro do que mês anterior, mas foram aceites apenas 18.

Nestas 18 empresas há 1 726 trabalhadores hipoteticamente abrangidos pelo desemprego parcial.

Caso essas empresas necessitem aplicar o acordo hoje concedido, ou seja, que os trabalhadores vejam a sua carga horária reduzida, por falta de pedidos de produção, o Fundo para o Emprego terá de desbloquear 2 219 000 euros.

Note-se que os patrões que recorrem ao desemprego parcial comprometem-se a não despedir por razões económicas. Em troca, o Estado reembolsa 80% dos salários normalmente atribuídos no período em que os trabalhadores entram em folga forçada.

A próxima reunião do Comité de Conjuntura está agendada para dia 27 de novembro.

Breves Luxemburgo 05.03.2021

Associações querem que os “ajudantes” das pessoas vulneráveis sejam vacinadas na fase 2

A associação que defende os interesses dos pacientes, Patientevertriedung”, e a associação de apoio aos idosos, Amiperas, pedem às autoridades competentes “que estudem a possibilidade de incluir os funcionários que tomam conta de pessoas idosas ou doentes na fase 2 da campanha de vacinação.

Num comunicado conjunto, as duas entidades explicam que nem só os profissionais de saúde ou as pessoas que trabalham em instituições especializadas tratam das pessoas vulneráveis. Muitas das vezes, são amigos próximos, familiares ou mesmo assistentes independentes que estão todos os dias em contacto com as pessoas vulneráveis, que dependem dessa ajuda.

Uma vez que, na maioria dos casos, essas pessoas que “ajudam” não vivem na mesma casa que a pessoa dependente dos seus serviços, podem expor as pessoas vulneráveis a altos riscos de contágio. Daí reivindicarem que essas pessoas possam vir a fazer parte da fase 2 da campanha de vacinação.  

Breves Sociedade 05.03.2021

Cruz Vermelha vai juntar diferentes serviços num único edifício

A Cruz Vermelha luxemburguesa vai construir um novo edifício, capaz de albergar os diversos serviços que tem espalhados pelo país. Segundo um comunicado divulgado esta quinta-feira, o novo e moderno edifício vai ser construído em Howald (rue des Scillas, n° 15-25) e vai reunir mais de 20 departamentos e 450 funcionários. As novas instalações vão servir também para acolher diarimente centenas de beneficiários, dadores de sangue, voluntários e outros visitantes.

Nomeada "Casa da Cruz Vermelha" ("Maison de la Croix-Rouge"), o novo edifício pretende centralizar e melhorar a qualidade do atendimento (servido por ligações de comboio, elétrico, autocarros e P&R de Howald) e servir ainda de local de reuniões.

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, referiu-se a este projeto como "um instrumento adequado" que vai permitir à Cruz Vermelha "cumprir a sua missão com eficácia nas próximas décadas". As obras deverão terminar em 2025 e vão estar a cargo da promotora imobiliária IKO Real Estate.  

Breves Sociedade 05.03.2021

Déi Lénk reivindica soluções imediatas na habitação

"A crise da habitação no Luxemburgo está cada vez pior". Quem o diz é o partido de esquerda déi Lénk, em comunicado, sublinhando que há cada vez mais famílias que perdem o seu alojamento e ficam na rua ou que encontram refúgio num quarto de hotel.

Segundo o partido, certos locatários não conhecem suficientemente os seus direitos e deixam-se intimidar por agências imobiliários e senhorios sem escrúpulos. O déi Lénk sublinha que a crise na habitação está a tornar-se “insustentável” e não pode continuar assim, apelando aos poderes públicos para porem mais alojamentos sociais à disposição das pessoas que vivem em situações difíceis.

Segundo o partido de esquerda, mesmo as ajudas sociais têm critérios de elegibilidade que excluem as pessoas que mais precisam dessas ajudas. Daí o partido reivindicar que o Governo tome medidas urgentes para que as autarquias possam pôr à disposição das pessoas mais vulneráveis habitações a um preço abordável.  

Breves Luxemburgo 05.03.2021

A7 encerrada entre Mierscherbierg e Colmar-Berg durante o fim de semana

Encerramento da autoestrada A7 ambos os sentidos nas ligações entre  Mierscherbierg e Colmar-Berg deve-se aos trabalhos efetuados nas linhas de alta tensão.

Interdição acontece desde às 20h00 desta sexta-feira, 5, e dura até às 05h00 da manhã de segunda-feira, 8. Durante este interregno, o tráfego será desviado pela N7.