Escolha as suas informações

Detidas quatro pessoas no caso do desvio de fundos da CNS
Luxemburgo 12.07.2019

Detidas quatro pessoas no caso do desvio de fundos da CNS

Detidas quatro pessoas no caso do desvio de fundos da CNS

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 12.07.2019

Detidas quatro pessoas no caso do desvio de fundos da CNS

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
Terão desviado dois milhões de euros da Caixa Nacional de Saúde (CNS).

Uma mulher e três homens foram detidos no início da semana, em Fentange e Ettelbruck, por suspeitas de burla e roubo de dois milhões de euros à CNS.

A mulher, de 52 anos, trabalhava na CNS e foi suspensa das suas funções em fevereiro. Os três homens terão ajudado a antiga funcionária no desvio de fundos.

As detenções dos quatro suspeitos ocorreram na segunda-feira e na terça-feira, mas só foram tornadas públicas esta sexta-feira através de um comunicado do Ministério Público.


Queixa contra funcionários da Caixa Nacional de Saúde por desvio de fundos
Comunicado do Ministério da Segurança Social revela a situação.

Os suspeitos aguardam julgamento em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, que o juiz de instrução decretou depois das buscas efetuadas em casa dos suspeitos.

O desvio de fundos de cerca de dois milhões de euros foi detetado no início do ano. No dia 4 de fevereiro, a CNS divulgava, em comunicado, que tinha apresentado queixa e afastado dois funcionários suspeitos de envolvimento no caso. A mulher agora detida é um desses funcionários suspensos das suas funções desde fevereiro.

O Ministério Público esclarece que a investigação ainda não está encerrada.    


Notícias relacionadas