Escolha as suas informações

Detetado primeiro caso suspeito de coronavírus no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 01.02.2020

Detetado primeiro caso suspeito de coronavírus no Luxemburgo

Detetado primeiro caso suspeito de coronavírus no Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 2 min. 01.02.2020

Detetado primeiro caso suspeito de coronavírus no Luxemburgo

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Paciente foi colocado em isolamento numa área do Centro Hospitalar do Luxemburgo. Infeção "não está excluída do diagnóstico, diz diretor do CHL.

Uma pessoa que estava hospitalizada e que apresenta sintomas semelhantes aos da infecção por coronavírus foi colocado em isolamento no departamento nacional de doenças infecciosas do Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL), seguindo os procedimentos recomendados para esse caso. Este é o primeiro caso suspeito assinalado no Luxemburgo.

A notícia é avançada pelo L'Essentiel, que cita fonte oficial hospitalar.  "Há um caso em que o diagnóstico de infecção não está excluído. Os testes estão actualmente em curso", confirmou Romain Nati, Director Geral do Centro Hospitalar do Luxemburgo.

As análises para confirmar a existência ou não da infeção são realizados pelo Laboratório Nacional de Saúde, com o apoio do Hospital Universitário Charité, em Berlim (Alemanha). 

Recorde-se que esta sexta-feira, 31 de janeiro, o governo deixou novas recomendações de prevenção aos luxemburgueses sobre o coronavírus.

Os Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Saúde recomendaram mesmo adiar “qualquer viagem não essencial à China” e “evitar qualquer viagem à província de Hubei e a Wuhan em particular”, a cidade epicentro do coronavírus, que está de quarentena. 


Coronavírus. Aumenta para 259 o número de mortos na China
A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou que nas últimas 24 horas morreram 46 pessoas devido à infeção causada pelo coronavírus. Número de pessoas infetadas subiu para 11.791.

 Sem proibição, para já, de voos para a China, o governo pediu àqueles que viajarem para o país para evitarem "qualquer contacto com animais, vivos ou mortos, especialmente nos mercados”, evitarem "o contacto próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias febris” e seguirem as instruções das autoridades locais.  

 O Ministro da Mobilidade, François Bausch anunciou que o governo aplicou também um “embargo ao transporte de animais ou carne provenientes da China”. Uma medida que a companhia área de mercadorias do Luxemburgo, a Cargolux já tinha tomado, como esta avançou ao Contacto, e que agora é reforçada pelo executivo.

Na Europa foram já confirmados 20 casos, com os países vizinhos, França e Alemanha, a registarem a maioria: seis e sete pessoas infetadas, respetivamente. Portugal despistou esta sexta-feira o segundo caso suspeito assinalado pelas autoridades de saúde do país.

 Na China, o coronavírus já matou 259 pessoas e há mais de 11 mil infetados.


Notícias relacionadas

Coronavírus: Alemanha confirma mais três casos
O Ministério da Saúde da Baviera informou que os três novos casos se somam ao contágio confirmado na segunda-feira à noite, o de um doente alemão que foi o primeiro europeu infetado pelo vírus sem ter estado na China.