Escolha as suas informações

Desemprego parcial estendido até junho de 2021
Luxemburgo 13.11.2020

Desemprego parcial estendido até junho de 2021

Desemprego parcial estendido até junho de 2021

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 13.11.2020

Desemprego parcial estendido até junho de 2021

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O sistema de desemprego parcial é prolongado até 30 de junho de 2021.

O sistema de desemprego parcial vai ser prolongado por mais seis meses.  O anúncio foi feita esta sexta-feira, pelos ministros da  Economia, Franz Fayot,  das Classes Médias, Lex Delles, e da Cultura, Sam Tanson.

Os três governandes apresentaram novas medidas de apoio à economia. Estas vão destinar-se, sobretudo, a ajudar a restauração e a cultura, dois dos setores mais afetados pela pandemia da covida-19. "Estamos a fazer uma análise mais específica para ver quais os setores elegíveis para o desemprego parcial".  Em causa estão três sectores principais: indústria, setores vulneráveis, como o turismo, hotéis e restaurantes, eventos e casos particulares de empresas em risco.    

Franz Fayot anunciou a prorrogação da medida de auxílio como forma de  "evitar despedimentos e permitir que os empregadores 'conservem o capital mais importante:  a sua equipa'".

Mas há certas condições que têm de ser cumpridas para ter acesso a este apoio. A perda do volume de negócios deve ser de, pelo menos, 40% para as empresas. O auxílio cobrirá 90% do montante elegível para as micro e pequenas empresas e 70% para as médias empresas. No entanto, é fixado um limite máximo de 200 000 euros. O valor vai variar de acordo com o tipo de empresa. "A pandemia é um desafio", sublinhou ainda Lex Delles, garantindo que "as PME são a base da nossa economia nacional". 

O ministro revelou, ainda, que  14. 810 empresas e 375.196 trabalhadores recorreram ao desemprego parcial entre março e junho. "854,9 milhões de euros foram avançados às empresas, para cerca de 448 milhões realmente devidos".    

No que diz respeito à cultura, Sam Tanson ressalvou que este foi "um dos setores mais afectados" e que, pelo menos, mil eventos foram cancelados.  A ajuda para as grandes empresas, mas também para todos os trabalhadores independentes que trabalham no sector cinematográfico, em particular, será aplicável de 1 de novembro a 31 de dezembro. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Há mais ajudas financeiras para as empresas luxemburguesas
A Câmara dos Deputados aprovou um novo pacote financeiro para cobrir os custos fixos e compensar os patrões pelo aumento do salário social mínimo. Para médias e grandes empresas o subsídio pode chegar aos 200 mil euros. Também há novidades no desemprego parcial.