Escolha as suas informações

Deputado do PS eleito pelo Círculo da Europa: Paulo Pisco promete honrar condecoração atribuída pelo Luxemburgo
Luxemburgo 1 2 min. 16.04.2015

Deputado do PS eleito pelo Círculo da Europa: Paulo Pisco promete honrar condecoração atribuída pelo Luxemburgo

O deputado do PS eleito pelo Círculo da Europa, Paulo Pisco, disse que vai honrar a condecoração que lhe foi atribuída pelo Luxemburgo, esta quarta-feira em Lisboa.


Paulo Pisco recebeu a condecoração das mãos do embaixador do Luxemburgo em Lisboa, Paul Schmit
Paulo Pisco recebeu a condecoração das mãos do embaixador do Luxemburgo em Lisboa, Paul Schmit

O deputado do PS eleito pelo Círculo da Europa, Paulo Pisco, prometeu que vai honrar a condecoração que lhe foi atribuída pelo Luxemburgo na quarta-feira, em Lisboa.

“Uma condecoração desta natureza honra-me muito e vou procurar honrar a distinção que me foi feita, procurando por todos os meios fazer com que portugueses e luxemburgueses se conheçam melhor e que os dois países sejam muito mais cooperantes”, disse Paulo Pisco ao CONTACTO.

A condecoração, atribuída pelo Governo luxemburguês, foi entregue na Embaixada do Luxemburgo em Lisboa pelo embaixador Paul Schmit, de quem Paulo Pisco realça o trabalho feito em prol das relações entre o Grão-Ducado e Portugal.

“Ele tem sido de um dinamismo extraordinário para fortalecer as relações entre os dois países, seja a nível diplomático, pessoal ou económico, e a prova disso tem sido a constante troca de visitas, ao mais alto nível, de membros dos governos do Luxemburgo e de Portugal”, disse o deputado socialista.

Paulo Pisco, que tem feito várias visitas ao Luxemburgo, diz que “a comunidade portuguesa está bem integrada” no país, mas aponta também “domínios que precisam de uma atenção permanente do Governo português”, como a habitação, o desemprego, o ensino e a participação política activa.

A precariedade laboral também foi lembrada pelo deputado, que defende um “diálogo permanente” entre os dois países, “por forma a dar as respostas mais adequadas aos casos de exploração laboral de portugueses”.

“As associações também devem ter um papel activo nestes domínios e tentar dar respostas aos problemas da comunidade”, desafiou Paulo Pisco, apelando à aprendizagem das línguas do país como factor de integração.

“Acho inconcebível que se esteja num país sem saber dominar pelo menos uma das línguas desse país. O caso do Luxemburgo é particular, porque tem três línguas, mas o domínio da língua é determinante para o percurso profissional e académico dos portugueses que aí estão”.

Quanto aos grandes desafios que a comunidade portuguesa emigrada na Europa actualmente enfrenta, o deputado socialista destaca três pontos.

“As questões relacionadas com o ensino da língua portuguesa, o atendimento consular, que tem de ser eficiente, e não deve ser prejudicado pelos cortes nos recursos humanos, e por último a capacidade de Portugal conseguir levar a cabo uma ligação efectiva com as comunidades espalhadas pela Europa, por forma a evitar que os emigrantes portugueses se sintam estrangeiros no seu próprio país”, concluiu.

A assistir à condecoração do deputado socialista na Embaixada do Luxemburgo em Lisboa estiveram mais de 50 convidados, incluindo os colegas de bancada do deputado, Maria de Belém, Alberto Martins, José Lello, Jorge Lacão e Miranda Calha, vice-presidente do Parlamento.

O CONTACTO soube através de fonte diplomática que o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, vai ser também condecorado pelo Luxemburgo, a 14 de Maio.

Henrique de Burgo



Notícias relacionadas