Escolha as suas informações

Daniel da Mota indiciado por "abuso de fraqueza"

Daniel da Mota indiciado por "abuso de fraqueza"

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 16.01.2019

Daniel da Mota indiciado por "abuso de fraqueza"

Manuela Pereira
O futebolista e empresário Daniel da Mota foi indiciado, esta quarta-feira, por um juiz de instrução do tribunal da comarca da cidade do Luxemburgo pelo delito de "abuso de fraqueza".

Daniel da Mota é suspeito de se ter “aproveitado da debilidade de uma idosa de quem recebeu quantias avultadas de dinheiro, através de transferências bancárias, durante os últimos três anos”, segundo informação revelada, esta tarde, à Rádio Latina pela defesa do jogador.

O lusodescendente foi alvo de buscas esta terça-feira em casa e no local de trabalho e foram-lhe apreendidos documentos contabilísticos e computadores. Hoje, Daniel da Mota foi ouvido por um juiz de instrução que decidiu abrir uma investigação para apurar se há indícios para deduzir acusação, ou seja, levar o caso a tribunal.

O advogado Roy Reding – que nega as suspeitas que recaem sobre o seu cliente – explica que a alegada vítima é uma idosa, de quem Daniel da Mota cuida e que considera como avó, embora não tenham laços de sangue.

O advogado esclarece que o caso chegou ao juiz de instrução por via da denúncia de “uma entidade bancária” e não através de queixa apresentada pela alegada vítima.

Roy Reding lamenta que o “atual estado de saúde” da idosa, na casa dos 90 anos, não lhe permita ser testemunha abonatória.

A defesa do empresário lusodescendente clama a “inocência” do seu cliente.

O advogado diz que Daniel da Mota está psicologicamente afetado.

Roy Reding pede agora ao Ministério da Justiça a abertura de um inquérito alegando violação, que diz ser “sistemática”, do segredo de justiça.

Durante esta entrevista à Rádio Latina, Roy Reding recusou avançar o nome do banco que denunciou a situação financeira de Daniel da Mota e também a quantia envolvida neste caso. No entanto, o advogado admite que a idosa possui “uma grande fortuna” e que, segundo elementos do inquérito de instrução, chegou a dar 20 mil euros por ano de gorjeta à Hëllef Doheem, uma entidade de cuidados de saúde ao domicílio.


Notícias relacionadas

Daniel da Mota posto em liberdade
Daniel da Mota já foi posto em liberdade e vai treinar-se com a restante equipa do Racing, amanhã. O clube da capital divulgou a informação que o Ministério Público também confirmou.
Daniel da Mota (RFCU Luxemburg #9) ist enttaeuscht, frustriert, Entaeuschung, Frust, Emotionen nach Gegentor
/ Fussball, Coupe de Luxembourg, Luxemburg, 32el Finale, Saison 2018-2019 / 28.10.2018 /
Racing FC Union Luxemburg (RFCU) - FC Differdingen 03 / 
Stade Camille Polfer, Luxemburg /
Foto: Ben Majerus