Escolha as suas informações

Covid-19. Xavier Bettel espera ter vacina disponível "a partir de dezembro"
Luxemburgo 2 min. 13.10.2020

Covid-19. Xavier Bettel espera ter vacina disponível "a partir de dezembro"

Covid-19. Xavier Bettel espera ter vacina disponível "a partir de dezembro"

Chris Karaba
Luxemburgo 2 min. 13.10.2020

Covid-19. Xavier Bettel espera ter vacina disponível "a partir de dezembro"

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
No seu Discurso à Nação o primeiro-ministro garantiu que a situação da epidemia no País é "grave" mas está "controlada". Anunciou novas frentes de combate ao vírus entre elas a chegada da vacina para breve.

A “situação é grave, mas não há necessidade de tomar medidas apressadas”, assumiu hoje o primeiro-ministro sobre o aumento de infeções e mortes que se tem vindo a registar no País, durante o seu discurso à Nação. Contudo, “de momento a situação sanitária está controlada”, sossegou o governante.

O Governo tem várias frentes de combate ativas à epidemia e outras prontas a serem utilizadas, caso a evolução epidemiológica da covid-19 se agrave.

Xavier Bettel disse ainda esperar para breve a chegada de uma vacina anti-covid, até agora vista como o único método capaz de travar a epidemia.

“O mundo inteiro está à espera de uma vacina contra a covid. Esperamos que as primeiras vacinas estejam disponíveis já em dezembro", anunciou Xavier Bettel ao início da tarde.


Luxemburgo vai receber 420 mil vacinas contra a covid-19
Estas são as doses a que, numa primeira fase, o país tem direito no contrato de compra da Comissão Europeia oficializado com uma farmacêutica que está a finalizar os ensaios clínicos.

Recorde-se que o Luxemburgo irá receber 420 mil doses da vacina anti-covid, adquirida em conjunto pelos 27 estados da União Europeia aos laboratórios Astrazeneca. No total são 400 milhões de vacinas para todos os países da União Europeia, cabendo ao Luxemburgo 0,14% destas doses. Cada país membro recebe uma percentagem de doses proporcional à sua população.

Esta vacina já se encontra na fase final dos ensaios clínicos com a Comissão Europeia a perspetivar que no final de novembro esteja pronta para ser distribuída.

Governo pronto a reagir a agravamento

Sobre o aumento de infeções e mortes que o País está a assistir, Xavier Bettel avançou que atualmente “46 pessoas estão hospitalizadas por causa da Covid-19, duas das quais nos cuidados intensivos” e que na semana passada registaram-se “sete mortes”.

"Se o número de novas infeções se desenvolver de tal forma que os consultórios médicos fiquem saturados, podemos reagir rapidamente”, garantiu o governante salientando que o Luxemburgo está “bem preparado” para enfrentar a epidemia.

“Na cidade do Luxemburgo e em Esch, foram criadas infraestruturas que estão prontas a receber doentes com covid-19 em qualquer momento”, explicou Bettel adiantando também que foram recentemente assinados os acordos com a Associação de Médicos e Médicos Dentistas do Luxemburgo para que haja médicos suficientes no combate à epidemia.


Politik,  Xavier Bettel , Lage der Nation, Déclaration sur la politique générale du gouvernement, État de la Nation, Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Estado da Nação. 14.800 empresas receberam luz verde para desemprego parcial
O Governo acordou o desemprego parcial a perto de 15 mil empresas. Esta foi uma das medidas anunciadas pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, no seu discurso sobre o Estado da Nação esta terça-feira.

O Primeiro-Ministro voltou a defender a importância da estratégia dos testes em larga escala implementada no país. E o número de pessoas testadas é quase igual à população total do Grão-Ducado.

540 mil pessoas testadas

“Até à data, mais de 540 mil pessoas já foram testadas, pelo menos uma vez. Mais de um milhão de testes foram realizados no Luxemburgo, 60% dos quais no âmbito dos ‘Testes em Grande Escala’”, precisou o primeiro-ministro. Só no aeroporto do Findel já foram efetuados “50 mil testes PCR”, a pessoas que aterram no Grão-Ducado vindas do estrangeiro.

A segunda fase da testagem em massa está agora a decorrer e desta vez os testes “são mais direcionados” nomeadamente para “grupos de alto risco”, disse o governante.

A oferta de testes de despistagem rápidos no País foi uma das novidades apresentadas por Bettel, referindo que os preparativos para implementar esta medida “já estão em curso”. O Governo está a lutar por todos os meios e “de forma acertada” como declarou Xavier Bettel para controlar a epidemia enquanto espera pela vacina.   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas