Escolha as suas informações

Covid-19. Trump afirma que doença pode ter saído de laboratório chinês. General dos EUA desmente-o
Luxemburgo 16.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Trump afirma que doença pode ter saído de laboratório chinês. General dos EUA desmente-o

Covid-19. Trump afirma que doença pode ter saído de laboratório chinês. General dos EUA desmente-o

AFP
Luxemburgo 16.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Trump afirma que doença pode ter saído de laboratório chinês. General dos EUA desmente-o

Redação
Redação
O Presidente dos EUA admitiu , numa conferência de imprensa de quarta-feira, a teoria da conspiração de que a pandemia teria começado quando houve uma quebra de segurança num laboratório chinês. Apesar da teoria ter sido repetidamente desmentida por cientistas e até por militares dos EUA.

 A Fox News, a rede de televisão de eleição do Presidente norte-americano, informou que "várias fontes" do Governo norte-americano acreditam que a transmissão inicial do vírus foi de morcegos para humanos num laboratório de virologia em Wuhan, cidade onde começou a doença. Segundo a estação de televisão de extrema-direita, tudo se teria passado devido aos fracos protocolos de segurança, tendo um trabalhador de laboratório sido infectado, e espalhado o vírus quando se deslocou a um mercado húmido da cidade chinesa.

A teoria da conspiração não é nova. Tem sido reiteradamente desmentida por cientistas e até militares do Pentágono. Mas esta semana ganhou um apoiante de peso: Donald Trump.  

Quando nesta quarta-feira, o repórter da Fox News, John Roberts, perguntou,a Trump, sobre a teoria da sua estação de televisão, numa conferência de imprensa do Presidente, ele respondeu: "Bem, não quero dizer isso John, mas vou dizer que cada vez mais estamos a ter factos sobre essa história." "Veremos", disse o Presidente, que acrescentou, "Estamos a fazer um exame muito minucioso desta horrível situação que aconteceu". 

Trump respondeu que não queria revelar nenhuma eventula conversa que teria tido com o Presidente chinês, Xi Jinping, sobre este alegado laboratório.

A teoria do agrado de Trump não é, no entanto, compartilhada pelos militares dos EUA. Ainda no início da semana, o general de topo do Pentágono, Mark Milley, lançou dúvidas sobre a teoria do laboratório como origem da doença, dizendo que os serviços secretos norte-americanos analisaram a possibilidade, mas que o "peso das provas" apontava para origens "naturais" do coronavírus.  

Desde o surto do vírus em Wuhan, em dezembro, apareceram várias teorias da conspiração, algumas sugerem que o vírus foi concebido como uma arma biológica. No entanto, a comunidade científica tem recusado essas hipóteses. A revista científica Lancet publicou que o vírus veio diretamente de animais selvagens. Uma análise efectuada por cientistas do Instituto Wuhan de Virologia mostra que o genoma do vírus é 96% semelhante a um coronavírus encontrado nos morcegos.  


  

   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas