Escolha as suas informações

Covid-19. Teste negativo para entrar no Luxemburgo tem de estar traduzido
Luxemburgo 2 min. 03.02.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Teste negativo para entrar no Luxemburgo tem de estar traduzido

Covid-19. Teste negativo para entrar no Luxemburgo tem de estar traduzido

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 2 min. 03.02.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Teste negativo para entrar no Luxemburgo tem de estar traduzido

Diana ALVES
Diana ALVES
O teste negativo tem de estar traduzido para uma das línguas oficiais do país ou para inglês. Mas quem pode ou deve fazer essa tradução?

Se está no estrangeiro e tenciona viajar para o Luxemburgo, o teste negativo à covid-19 que tem de apresentar no momento do embarque tem de estar traduzido para uma das línguas do país ou para inglês. Se dúvidas havia, a lista das regras em vigor até ao final do mês é bastante clara. "O resultado do teste negativo deve ser apresentado em papel ou formato eletrónico e, caso necessário, acompanhado de uma tradução para uma das línguas administrativas do Luxemburgo (luxemburguês, francês, alemão) ou inglês".

Mas há uma questão: quem pode ou deve fazer essa tradução? A Rádio Latina contactou fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros para tentar perceber, por exemplo, o que devem fazer os passageiros de voos entre Portugal e o Grão-Ducado. Na resposta, o ministério limita-se a aconselhar estes passageiros a "optarem de forma prioritária por um laboratório de análises clínicas em Portugal que ofereça, mediante pedido, os resultados dos testes de rastreio à covid-19 em inglês ou francês".

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o Luxemburgo está a exigir a todos os passageiros um teste negativo ao novo coronavírus. Quanto ao prazo do exame, "o teste tem de ter sido realizado com menos de 72 horas antes do embarque". A medida aplica-se aos viajantes a partir dos seis anos de idade, quer sejam residentes ou não e são aceites testes PCR ou de antigénio (testes rápidos). Aos passageiros provenientes de países fora do espaço Schengen é ainda exigido um teste rápido (antigénio) adicional após a aterragem, a efetuar nas instalações do aeroporto do Findel, cujo custo é de 10 euros. Quem se recusar a fazer o teste terá de cumprir uma quarentena de 14 dias. 


Quem tem de apresentar teste negativo para entrar no Luxemburgo de avião? Saiba as exceções
Crianças até aos 6 anos estão isentas do teste, mas há mais exceções.

Mas há exceções. Ficam isentos do teste, por exemplo, os passageiros uma viagem de ida e volta do Luxemburgo para um país da União Europeia ou do espaço Schengen e cuja estadia seja inferior a 72 horas. Ou seja, uma pessoa que faça a viagem Luxemburgo-Portugal, por exemplo, e que permaneça em Portugal por menos de 72 horas não tem de mostrar um teste negativo antes do embarque para o regresso ao Grão-Ducado. 

(Diana Alves, jornalista da Rádio Latina.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas