Escolha as suas informações

Covid-19. Precisa de um dentista urgente? Saiba onde pode ir
Luxemburgo 27.03.2020

Covid-19. Precisa de um dentista urgente? Saiba onde pode ir

Covid-19. Precisa de um dentista urgente? Saiba onde pode ir

Luxemburgo 27.03.2020

Covid-19. Precisa de um dentista urgente? Saiba onde pode ir

Redação
Redação
No Luxemburgo só estão a funcionar três consultórios e urgências no país, um em cada região, norte, centro e sul. Ligue para a linha direta 8002-8080

As dores de dentes e os cuidados da saúde oral não conhecem as barreiras do confinamento durante a crise do coronavírus. E, atualmente só existem três centros dentários abertos, em permanência no país. Um por região, norte, centro e sul.

Contudo, há uma linha telefónica direta a funcionar sete dias por semana, das 8h00 às 16h00, para atender e encaminhar estes casos de urgência. Trata-se da linha direta 8002-8080 para todo o país.

Fora do horário de funcionamento dos consultórios onde estão a trabalhar equipas de dois especialistas há ainda um médico disponível para atender os casos urgentes, fora do horário de atendimento.


Um dos centro de cuidados avançados, na LuxExpo, em Kirchberg.
Luxemburgo. Suspeita estar infetado(a) com a covid-19? Saiba como funcionam os novos centros
Só na cidade do Luxemburgo, o novo centro de cuidados avançados tem capacidade para atender 1500 doentes por dia.

A decisão de encerrar todos os centros desta especialista foi tomada pelo executivo em colaboração com Tom Ulveling, coordenador nacional da urgência médico dentária, pois estes profissionais de saúde estão particularmente em risco de contrair a infeção do covid-19, dada a proximidade que necessitam de ter com o doente para os tratamentos.

"Quando passamos a broca, há um aerossol, e esse aerossol não só está cheio de bactérias, sangue, mas também do novo coronavírus que está principalmente na boca", de um doente infetado, explica à RTL Tom Ulveling.


Covid-19. Fundação Cancro reforça apoio aos doentes oncológicos
As pessoas que estão atualmente a seguir um tratamento devem evitar ao máximo o contacto direto e seguir as recomendações do seu médico.

“Em termos de urgências estabelecemos com o Departamento de Saúde uma linha directa, 8002 8080, que os doentes devem ligar se estiverem com dor de dentes. Mas quero salientar: deve ser realmente uma dor, um abcesso” ou uma situação grave, realça este dentista.

Nos últimos três dias mais de 100 pessoas foram aconselhadas através da linha direta sobre situações de urgência e mais de 160 doentes foram atendidos nos três consultórios a funcionar. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas