Escolha as suas informações

Covid-19. Petição contra a reabertura das escolas em maio vai ao Parlamento
Luxemburgo 2 min. 19.04.2020

Covid-19. Petição contra a reabertura das escolas em maio vai ao Parlamento

Covid-19. Petição contra a reabertura das escolas em maio vai ao Parlamento

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 2 min. 19.04.2020

Covid-19. Petição contra a reabertura das escolas em maio vai ao Parlamento

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Às 13h00 deste domingo, a petição online que defende ser ainda cedo demais para os alunos regressarem às aulas já reunia mais de 4500 assinaturas, as necessárias para ser debatida pelos deputados.

“Não à reabertura das escolas e liceus em maio, há que proteger os nossos filhos, irmãos, etc”, é a petição lançada online há três dias contra o recomeço das aulas a partir de 4 de maio no Luxemburgo. 

Lançada por Tania Pragana, no change.org, este abaixo assinado reunia já 4.730 assinaturas, às 13h00 deste domingo. A partir das 4500 assinaturas qualquer petição é debatida no parlamento. Um debate público será lançado pela Comissão das Petições e da seção relativa com a presença do ministro da Educação e a autora da petição. O debate que é à porta fecha será transmitido pela Chamber TV. 


Ciclo 1 só reabre em setembro? Ministério da Educação desmente
O governo já veio desmentir o boato que começou a circular nas redes sociais e prometeu dar mais pormenores na próxima semana.

“Considero inconsciente arriscar a vida dos alunos e das suas famílias, fazendo-os regressar à escola em maio, quando o ano letivo termina em meados de julho” lê-se no texto da petição destinada ao ministro da educação Claude Meisch exigindo que as escolas e liceus continuem fechadas até setembro de 2020, altura do novo ano escolar, “como em muitos outros países.

“Quem nos dirá com certeza que esta é a coisa certa a fazer? Qualquer pessoa pode ser afetada, não há limite de idade para as preocupações de saúde”, continua o texto da petição.

"Ano perdido é melhor que vida perdida"

Ao governo os mais de quatro mil assinantes pedem para que seja encontrada “outra solução excecional para esta situação de covid-19, fazê-los repetir ou passá-los de ano, mas um ano perdido é melhor do que uma vida perdida”.

A proteção dos “nossos filhos”, “nossos irmãos”, “nossa família” é o principal, vinca a autora da petição.

É "cedo demais" 

A maioria dos assinantes defende nos comentários que “é cedo demais” para que o ano escola recomece, pois as crianças “não conseguem manter a distância de dois metros” que previne a contaminação da covid-19.

Entre os apoiantes desta suspensão do ano letivo até ao final encontram-se muitos portugueses. Aceda a esta petição clicando aqui.


Claude Meisch. Turmas vão ser divididas em dois e máscaras obrigatórias até entrar na sala de aula
O ministro explicou como é que é possível regressar progressivamente à escola mantendo medidas para impedir o contágio do novo coronavírus.

 As medidas para a reabertura das escolas

O ministro da Educação anunciou a reabertura faseada das escolas e liceus a partir de 4 de maio e até ao dia 25 de maio. 

A máscara será obrigatória para alunos e professores nas escolas, no ensino fundamental muitas aulas serão dadas no exterior, e os anos escolares serão divididos em dois grupos que irão alternando. 

Enquanto um grupo irá à escola ter aulas presenciais durante uma semana, outro grupo ficará em casa a estudar, como tem estado a acontecer nestas semanas de confinamento. Na semana seguinte, os grupos trocam.

Estas foram as medidas de reorganização para prevenir a propagação do vírus e o contágio em ambiente escolar, no recomeço das aulas nas escolas divulgadas pelo ministro da Educação. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas