Escolha as suas informações

Covid-19. Número de alunos infetados aumentou na 2ª vaga no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 16.08.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Número de alunos infetados aumentou na 2ª vaga no Luxemburgo

Covid-19. Número de alunos infetados aumentou na 2ª vaga no Luxemburgo

Luxemburgo 2 min. 16.08.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Número de alunos infetados aumentou na 2ª vaga no Luxemburgo

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Ministro da Educação justifica este crescimento e pede a todos os estudantes para realizarem o teste de despistagem antes do regresso às aulas.

As crianças e jovens também não escaparam às consequências da segunda vaga da epidemia no Grão-Ducado, tendo-se registado um crescimento  do número de alunos infetados em relação à primeira vaga. A revelação é feita no estudo sobre a situação da covid-19 nas escolas do país e que foi apresentado sexta-feira.

Na primeira vaga do vírus, o Luxemburgo teve cerca de 40 casos por 100 mil alunos, em comparação com 197 casos por 100 mil entre o pessoal docente. Já na segunda vaga, o número de alunos com o vírus aumentou, tal como aconteceu noutros setores.

O ministro da Educação Claude Meisch justificou este aumento com dois fatores: lembrou que a primeira vaga decorreu em março/abril, quando as escolas foram encerradas, tendo o número mais elevado de casos coincidido com o regresso à escola. Mas também coincidiu com o início da estratégia de testes em larga escala, a toda a população e também isso conduziu a um aumento de casos.


Regresso às aulas. "Escola não é um foco de infeção da covid-19"
Garante novo estudo no Luxemburgo. Ministro da Educação revelou hoje que antes do início do ano letivo "todos os estudantes podem ser testados".

319 infeções em estudantes

Desde o início da crise covid-19 no Luxemburgo registaram-se 319 infeções em alunos, dos quais 12 tiveram de ser internados, chegando dois a necessitar de cuidados intensivos. Deste total, 176 são frequentavam o ensino fundamental e 214 o ensino secundário.

Por outro lado, foram registados 34 casos de infeção entre professores da comunidade escolar, que afetaram 16 docentes do ensino fundamental e outros 18 do ensino secundário.

Testes para todos os alunos

O ministro da educação Claude Meisch convidou todos os alunos e pessoal docente do Grão-Ducado a realizar o teste de despistagem à covid-19 antes de regressarem às escolas para mais um ano letivo.


Luxemburgo. Testes covid-19 às famílias são uma prioridade do governo
É entre as famílias que ocorrem o maior número de contaminações do novo coronavírus no Grão-Ducado, indicam os dados e estudos recentes no país.

O relatório demonstra que “as escolas não são o principal foco de infeção” dos alunos, tendo a maioria sido contaminado na família.

Em setembro, antes do início do ano escolar “todos os alunos e professores podem realizar testes de despistagem” declarou o ministro da Educação Claude Meisch.

As escolas vão continuar a ser constantemente monitorizadas, quanto à evolução da doença e serão tomadas todas as medidas necessárias para os alunos as frequentarem em segurança. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas