Escolha as suas informações

Covid-19 no Luxemburgo. Ministra espera pico da doença nas próximas duas semanas
Luxemburgo 2 min. 19.03.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19 no Luxemburgo. Ministra espera pico da doença nas próximas duas semanas

Covid-19 no Luxemburgo. Ministra espera pico da doença nas próximas duas semanas

Foto: Anouk Antony
Luxemburgo 2 min. 19.03.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19 no Luxemburgo. Ministra espera pico da doença nas próximas duas semanas

Redação
Redação
Quatro vítimas mortais tinham mais de 80 anos, anunciou a ministra.

(Madalena Queirós com Susy Martins)

"Esperamos um pico da doença nas duas semanas próximas, e esperamos uma curva semelhante a dos outros países", afirmou a ministra da Saúde Paulette Lenert em declarações aos jornalistas esta quinta-feria. No mesmo dia, soube-se que há 335 casos de infeção e quatro mortos no Luxemburgo.

Por isso tomamos "estas medidas drásticas para reduzir os pontos de contacto e que é a única forma de parar a expansão do vírus", acrescentou. "O que podemos fazer é confinar as pessoas o mais possível", sublinhou.


Luxemburgo. "Poderemos ter de ficar em casa durante 45 dias"
Para evitar o risco de uma segunda vaga da epidemia, após o pico, o tempo de confinamento deverá ser aumentado, explica ao Contacto uma especialista em política de saúde.

Atualmente há 14 pessoas com o Covid-19 (num total de 335 infetados) hospitalizadas no Luxemburgo, sendo que quatro estão em estado grave, comunicou aos jornalistas a ministra em conferência de imprensa.

Lenert acrescentou que as quatro vítimas mortais no Luxemburgo tinham mais de 80 anos e sofriam de outras patologias. A média de idade das 335 pessoas infetadas é de 46 anos. Paulette Lenert frisou ainda que as chamadas "maisons médicales" que abriram ontem aos pacientes com sintomas de infeção respiratórias agudas estão a ser bastante frequentadas. Num só dia, esta quarta-feira foram realizados 750 testes para o Covid-19 no país.   

 As três "maisons médicales" do Grão-Ducado estão a acolher os pacientes que apresentam sintomas de infeção respiratória aguda. O objetivo é concentrar os pacientes potencialmente infetados fora dos serviços de urgência e fora dos consultórios de médicos generalistas, de forma a limitar a propagação da epidemia. 


Covid-19. No Luxemburgo é possível fazer o teste sem sair do carro
O Luxemburgo tem três centros de "drive-in" onde é possível fazer o teste de despistagem da Covid-19. Sem sair do carro.

Os estabelecimentos - situados na cidade do Luxemburgo, em Esch-sur-Alzette e em Ettelbruck – estão para já abertos durante a semana das 08h00 às 16h00. No entanto, a partir de sábado, estarão abertos das 8:00 às 20:00 sem interrupções. Uma vez que os profissionais de saúde estão devidamente equipados e protegidos, será mais fácil fazer o diagnóstico e proceder aos testes necessários. 

 No entanto, as pessoas só se devem dirigir à "maison médicale" depois de contactarem o seu médico de família e se for essa a indicação a seguir. Lenert disse ainda que o pico de contágio deve acontecer nos próximos 14 dias. E informou ainda que para já há seis pessoas curadas no Grão-Ducado, mas que ainda é cedo para fazer um balanço.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas