Escolha as suas informações

Covid-19. Não há cadeias de transmissão nas escolas do Luxemburgo
Luxemburgo 22.10.2020

Covid-19. Não há cadeias de transmissão nas escolas do Luxemburgo

Covid-19. Não há cadeias de transmissão nas escolas do Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 22.10.2020

Covid-19. Não há cadeias de transmissão nas escolas do Luxemburgo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Foram relatados 43 casos na semana passada, o que significa uma média de dois casos numa turma.

O balanço semanal da covid-19 no Luxemburgo foi feito esta quarta-feira pela ministra da Saúde. No geral, Lenert adimtiu que a "situação é muito grave", com 416 novos casos registados na quarta-feira, mas se forem analisados os números referentes às escolas luxemburguesas, os resultados não parecem tão desanimadores.  Segundo os dados do Governo não foram identificadas cadeias de infeção nas escolas durante a última semana.   


A “situação é muito grave" e "fiquem em casa o mais tempo possível", pede a ministra
416 novos casos em apenas 24 horas, estas são as infeções registadas hoje. Esta semana, as infeções aumentaram 50% em relação à anterior: 1280 novos casos em sete dias. Há mais duas vítimas mortais a registar. A ministra da saúde lança o apelo à população.

Entre 10 a 16 de outubro, foram relatados 43 casos  o que significa uma médi de 2 casos por turma. Nas escolas primárias, houve 17 alunos e 2 professores infetados. Já nos liceus, 22 alunos testaram positivo, mais dois alunos em escolas privadas.

Na conferência de imprensa esta quarta, Lenert  reiterou que a situação é muito preocupante no país, com os casos a aumentar exponencialmente nos últimos dias. Mas lembrou que o Luxemburgo está numa região onde os casos estão, no geral, a aumentar muito nos últimos tempos. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Regresso às aulas em Esch-sur-Alzette: Um dia de “nervos” para as crianças portuguesas da maior escola primária do país
O regresso às aulas no Luxemburgo arrancou esta segunda-feira, com centenas de escolas primárias a reabrirem as portas a 46.870 alunos. Na terça, foi a vez dos alunos do sétimo ano do liceu, com os restantes alunos do secundário (41.063) a regressarem às aulas esta quarta-feira. O CONTACTO acompanhou o primeiro dia de aulas dos alunos portugueses na maior escola primária do país, em Esch-sur-Alzette. Um dia de “nervos” e ansiedade para a maioria das crianças.
15.09.10 rentree scolaire schulbeginn 2010, primaerschule hesperange grundschule ecole primaire, eleves schule schueler education bildung, photo: Marc Wilwert