Escolha as suas informações

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira
Luxemburgo 09.01.2021

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==
AFP
Luxemburgo 09.01.2021

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

Redação
Redação
O anúncio foi feito pela ministra da Saúde sexta-feira à noite.

Depois da vacina da Pfizer é agora a vez da vacina contra a covid da Moderna chegar ao Luxemburgo.

Na próxima segunda-feira, dia 11, serão entregues 1.200 doses desta outra vacina que vêm reforçar as doses da Pfizer para continuar o Plano de Vacinação no País. O anúncio foi feito pela ministra da Saúde Paulette Lenert sexta-feira à noite, indica a RTL que avança com a notícia.

A entrega de mais uma tranche de vacinas anti-covid, desta vez da Moderna acontece depois da União Europeia (UE) ter dado autorização para a distribuição desta vacina da Moderna pelos 27 estados-membros da UE.


Luxemburgo. "Quase um milhão de vacinas são esperadas nas próximas semanas, meses"
Xavier Bettel divulgou a quantidade de vacinas anti-covid que encomendou à Comissão Europeia. Apelou ainda à vacinação da população para que seja possível "regressar à vida normal".

No total são seis as empresas farmacêuticas que desenvolveram vacinas contra a pandemia com quem a União Europeia tem acordos.

A vacina da Pfizer foi a primeira a ser distribuída cabendo ao Luxemburgo receber cerca de 420 mil doses. 

No total, e entre todas as vacinas que irão estar disponíveis o Luxemburgo receberá cerca de "um milhão de doses", durante os próximos meses, como anunciou o primeiro-ministro Xavier Bettel esta semana.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

UE adquire mais 100 milhões doses da vacina da Pfizer-BioNTech
Bruxelas havia adquirido 200 milhões de doses desta vacina, que contava que fossem administradas até setembro de 2021, tendo agora decidido reservar mais 100 milhões de doses, mesmo contando dispor muito em breve de outras vacinas contra a covid-19, dado ter uma ampla carteira de potenciais vacinas.