Escolha as suas informações

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira
Luxemburgo 09.01.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==
AFP
Luxemburgo 09.01.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Luxemburgo recebe 1.200 doses da vacina da Moderna na segunda-feira

Redação
Redação
O anúncio foi feito pela ministra da Saúde sexta-feira à noite.

Depois da vacina da Pfizer é agora a vez da vacina contra a covid da Moderna chegar ao Luxemburgo.

Na próxima segunda-feira, dia 11, serão entregues 1.200 doses desta outra vacina que vêm reforçar as doses da Pfizer para continuar o Plano de Vacinação no País. O anúncio foi feito pela ministra da Saúde Paulette Lenert sexta-feira à noite, indica a RTL que avança com a notícia.

A entrega de mais uma tranche de vacinas anti-covid, desta vez da Moderna acontece depois da União Europeia (UE) ter dado autorização para a distribuição desta vacina da Moderna pelos 27 estados-membros da UE.


Luxemburgo. "Quase um milhão de vacinas são esperadas nas próximas semanas, meses"
Xavier Bettel divulgou a quantidade de vacinas anti-covid que encomendou à Comissão Europeia. Apelou ainda à vacinação da população para que seja possível "regressar à vida normal".

No total são seis as empresas farmacêuticas que desenvolveram vacinas contra a pandemia com quem a União Europeia tem acordos.

A vacina da Pfizer foi a primeira a ser distribuída cabendo ao Luxemburgo receber cerca de 420 mil doses. 

No total, e entre todas as vacinas que irão estar disponíveis o Luxemburgo receberá cerca de "um milhão de doses", durante os próximos meses, como anunciou o primeiro-ministro Xavier Bettel esta semana.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou a 23 de julho o uso da vacina anticovid-19 da Moderna para crianças dos 12 aos 17 anos na União Europeia (UE), sendo este o segundo fármaco aprovado pelo regulador europeu para esta faixa etária, após a Pfizer, da BioNTech.