Escolha as suas informações

Covid-19. Luxemburgo continua sem receber qualquer pedido para acolher pacientes portugueses
Luxemburgo 01.02.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Luxemburgo continua sem receber qualquer pedido para acolher pacientes portugueses

Covid-19. Luxemburgo continua sem receber qualquer pedido para acolher pacientes portugueses

AFP
Luxemburgo 01.02.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Luxemburgo continua sem receber qualquer pedido para acolher pacientes portugueses

Teresa CAMARÃO
Teresa CAMARÃO
Apesar de ter sido o primeiro país a oferecer ajuda a Portugal, o Grão-Ducado continua sem receber nenhum pedido formal para acolher pacientes infetados com covid-19. A disponibilidade mantêm-se, "se a situação nos hospitais do país o permitir".

Em conversações para transferir pacientes para a Áustria e para receber equipamentos e profissionais de saúde da Alemanha, Portugal continua sem acionar os mecanismos necessários para aceder à ajuda luxemburguesa. A notícia foi confirmada pelo próprio Ministério da Saúde. 

"Neste momento, o Luxemburgo ainda não recebeu um pedido formal das autoridades portuguesas", adiantou ao Contacto o gabinete da ministra Paulette Lenert. "Se a situação nos hospitais do país o permitir, o Luxemburgo ainda está disposto a aceitar doentes portugueses da covid-19", acrescenta a nota do Governo.

Já na altura em que se mostrou disponível para receber doentes, a 18 de janeiro, a própria ministra admitia que todo o processo envolveria uma auscultação dos diferentes hospitais. Por outras palavras, caso venha a acontecer, o número de doentes a ingressar no sistema luxemburguês depende da quantidade de camas disponíveis e da evolução da pandemia no país. 

"Todas as hipóteses estão a ser consideradas", avançou o Ministério da Saúde ao Contacto, na semana passada, assim que o Luxemburgo acenou com a "solidariedade europeia". Confrontado, agora, o Governo português não retira uma palavra ao que já tinha afirmado, sem fechar a porta à ajuda do Grão-Ducado. 

Próximo destino: Áustria 

Entretanto, este domingo, o Ministério da Defesa alemão confirmou que pretende "ajudar Portugal com equipas médicas e equipamentos". Apesar de, nas últimas 24 horas, a média de novos casos tenha recuado de 1.142 para 931, Portugal continua a ser o país com mais novos casos por milhão de habitantes, seguido da Eslovénia. 

Com as unidades covid à beira do esgotamento e, assombrado pelo episódio que na semana passada obrigou à retirada de dezenas de doentes do Hospital Amadora-Sintra por uma falha de abastecimento do oxigénio, o país já confirmou que ainda vai aceitar a ajuda oferecida pela Áustria. 

Não se sabe quantos doentes vão ser transferidos. Sabe-se apenas que os hospitais austríacos se preparam para receber apenas doentes em estado considerado grave, internados em cuidados intensivos. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas