Escolha as suas informações

Covid-19. Hospitalizações diminuem pela primeira vez na Bélgica
Luxemburgo 3 08.04.2020

Covid-19. Hospitalizações diminuem pela primeira vez na Bélgica

Covid-19. Hospitalizações diminuem pela primeira vez na Bélgica

AFP
Luxemburgo 3 08.04.2020

Covid-19. Hospitalizações diminuem pela primeira vez na Bélgica

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Na terça-feira foram internados menos 324 doentes do que no dia anterior. Apesar do total de hospitalizações ser de 5688 pessoas, a tendência é para decrescer.

"É a primeira vez que assistimos a uma diminuição do número de pessoas hospitalizadas", declarou Emmanuel André, porta-voz da unidade interfederal da covid-19, na Bélgica. 

Um decréscimo nos internamentos é uma boa notícia embora o seu número seja elevado: 5688 doentes no total, na terça-feira. Porém, em 24 horas houve menos 324 pessoas infetadas a darem entrada nos hospitais, na segunda-feira foram 6.012 doentes. Terça-feira encontravam-se 1276 doentes nos cuidados intensivos e 2008 com assistência respiratória indicou Emmanuel André na conferência de imprensa diária.


Covid-19. Altas na Bélgica superam pela primeira vez o número de hospitalizações
No total, foram necessários 499 internamentos para a covid-19, enquanto 504 pacientes receberam alta, segundo o instituto.

Já antes tinha havido outra boa notícia. As altas hospitalares de pessoas afetadas pela covid-19 superaram, também pela primeira vez, o número de hospitalizações no passado dia 4, desde que começou a pandemia, informou o instituto belga de saúde Sciensano.

2240 pessoas falecidas

"Um número importante" como admite este porta-voz. Neste país, ao contrário dos internamentos, as mortes aumentaram, faleceram mais 205 pessoas na terça-feira, elevando para 2.240, o número de vítimas mortais.

Apesar do cenário ainda muito preocupante, tendência da epidemia na Bélgica parece ser a da entrada na fase da estabilização, do aplanar da curva, como vinca Emmanuel André. 

"Nos próximos dias veremos para que tipo de cenário estamos a caminhar. Estamos também a assistir a uma diminuição do número de pessoas internadas no hospital", declarou o porta-voz. 

Sinal encorajador

O decréscimo das hospitalizações é "obviamente um sinal encorajador de que os esforços que todos fizemos começam a dar frutos", diz o responsável referindo que a situação nos hospitais, e nos lares de idosos, "continua a ser particularmente difícil". Por isso, a Bélgica não pode cruzar os braços. "É importante manter os esforços que estamos a fazer".


Churrasco com amigos dá até 3 meses de prisão na Bélgica
Apesar do bom tempo, os churrascos com amigos continuam proibidos este fim-de-semana e na Bélgica a infração desta regra implica uma pena de até três meses de prisão.

Nos 3958 testes de despistagem realizados terça-feira 1209 pessoas acusaram positivo para a covid-19, 544 na Flandres, 548 na Valónia, 101 em Bruxelas, estando ainda 16 pessoas a aguardar uma segunda análise para confirmação da doença. Na Bélgica realizam-se "cerca de 4000 por dia".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.