Escolha as suas informações

Covid-19. Grão-Duque apela à solidariedade para evitar propagação do vírus

27.10.2020

Henri lembrou que as restrições que "limitam a nossa vida quotidiana e as nossas liberdades" são medidas "excepcionais que não são tomadas de ânimo leve".

O Grão-Duque do Luxemburgo, Henri enviou, esta terça-feira, uma mensagem aos seus "concidadãos" a propósito dos "tempos difíceis" que o país atravessa. "Como todos sabem, o número de infeções por coronavírus voltou a aumentar maciçamente nos últimos dias. Na Europa e em todo o mundo. O Luxemburgo não foi poupado por esta segunda grande vaga", escreveu numa mensagem enviada às redações. 

O Grão-Duque mostrou especial procupação com o surgimento de infeções nos hospitais, onde profissionais foram infetados, bem como o ressurgimento de infeções em lares de idosos. "Devido a este novo aumento, a situação no setor da saúde é tensa", comunicou Henrique.


Covid-19. Ministra da Família preocupada com aumento de casos nos lares para idosos
Há atualmente 118 casos ativos de covid-19 nos 52 lares de idosos do país.

"Todo o pessoal médico está a fazer um trabalho extraordinário. Estão a fazer o seu melhor para garantir os melhores cuidados. Mas é também importante que todos os que trabalham ou moram no Luxemburgo ajudem a parar a propagação do vírus novamente", afirmou. 

Segundo o chefe de Estado luxemburguês, este é um momento de responsabilidade partilhada, em particular para com as pessoas vulneráveis e idosas. "A solidariedade e o respeito exigem que joguemos de acordo com as regras. Devemos isto não só aos nossos semelhantes, mas também a enfermeiros, médicos, prestadores de cuidados e a todo o pessoal hospitalar", escreveu.

Para Henri, as restrições que limitam a vida quotidiana e as liberdades dos cidadãos são medidas excecionais que "não são tomadas de ânimo leve", embora "necessáriass e apropriadas na atual luta contra a pandemia". Dá como exemplo essencial a limitação de contactos sociais "ao mínimo estritamente necessário", uma vez que conidera que "são os pequenos gestos que podem ter um grande impacto". 


Covid-19. Mais 485 casos no Luxemburgo, nas últimas 24 horas
Não se registou mais nenhuma vítima mortal.

"Conto com a solidariedade de todos vós, para que possamos controlar melhor esta segunda vaga. Temos de agir agora. Só juntos conseguiremos superar esta provação", concluiu.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.

Notícias relacionadas